Fale Conosco
Plataforma EAD
Menu
Siga-nos
Indique o Site
Destaques no Site
:: CAPE KIDS ::


OBSERVAÇÃO: Informamos que as informações contidas abaixo são meramente ilustrativas aos usuários e visitantes do site e não implicam em ministramos cursos preparatórios para todas as instituições mencionadas. Não prestamos consultoria relativa as informações abaixo.

CLIQUE AQUI para saber os cursos preparatórios militares que estão sendo ministrados no momento.

POLÍCIA MILITAR - RJ

Sexo: Masculino e Feminino
Idade: Maior de 18 anos
Altura: 1,65 (mínima masculino) e 1,60 (mínima feminino)
Provas: Língua Portuguesa , Redação , Direitos Humanos, História e Geografia do RJ, Legislação de Trânsito, Informática e Sociologia.
Escolaridade Mínima: Ensino médio completo
Obs:: Necessário carteira de motorista.
Formação: Soldado da Polícia Militar



Como Ingressar na PMERJ

Soldados

Através de concurso público para o Curso de Formação de Soldado da Polícia Militar, organizado pelo Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP). Mais informações pelo telefone 33577535 e 33577532.

O primeiro grau hierárquico, após a conclusão do curso, é soldado. Através de cursos e concursos internos, é possível chegar ao posto de Major da Polícia Militar.

Oficiais

Através do vestibular da UERJ para a Academia de Polícia Militar Dom João VI.

O primeiro grau hierárquico, após a conclusão do curso, é aspirante. Após seis meses, o oficial torna-se 2º Tenente. Através de cursos e concursos internos, é possível chegar ao posto de Coronel da Polícia Militar.

Os Exames

1. Exame Intelectual:

Para Oficiais - Elaborado pela UERJ. É composto de provas abrangendo questões das disciplinas referentes ao conteúdo do Ensino Médio.

Para Soldados - Elaborado pelo CRSP. É composto, normalmente, de uma prova de múltipla escolha. Em breve os conteúdos serão publicados em edital, referentes ao conteúdo do Ensino Médio.

Atenção: Conforme o último edital para este concurso, o candidato deve ter idade compreendida entre 18 e 30 anos. Além disso, para se candidatar, deverá ter estatura mínima de 1,65m e carteira de motorista categoria B.

2. Exame Antropométrico:

Visa verificar a estatura mínima exigida para ingresso na Corporação. Para mulheres a altura mínima é de 1,60m e para homens 1,68m, ambos regidos, respectivamente, pela Lei Estadual nº 1032, de 08 de agosto de 1986 e Lei Estadual nº 1223, de 10 de novembro de 1987. Verifica também se o candidato possui o peso proporcional à altura auferido pela fórmula científica do Índice de Massa Corporal (IMC).

3. Exame Psicológico:

Verifica se o candidato possui o perfil profissiográfico traçado pela instituição. É executado por oficiais psicólogos com experiência em vários concursos anteriores. Os dados são colhidos por testes psicológicos cientificamente validados e entrevista, os quais são analisados em conjunto.

4. Exame médico:

Verifica se o candidato possui condições de saúde para suportar a carga de trabalho a qual o Policial Militar é submetido. É composto por exame clínico, ortopédico, cirúrgico, otorrinolaringológico com audiometria, oftalmológico, odontológico, neurológico e exames laboratoriais.

5. Exame Físico:

Visa aquilatar o vigor físico indispensável ao candidato para o exercício da profissão Policial Militar. Verifica se o candidato possui o preparo mínimo, a fim de iniciar o curso de Formação, onde se aprimorará.

6. Pesquisa Social e Documental:

Fase do concurso de extrema importância visa o rastreamento de toda a vida do candidato para não permitir que se incluam pessoas perniciosas à instituição e à sociedade. Verifica-se nesta fase todos os antecedentes do candidato. É preenchido inventário pessoal e feita pesquisa de campo para verificar a vida do candidato na comunidade. A avaliação do candidato nesta fase depende da consulta a vários órgãos, portanto, independentemente da origem dos candidatos, sempre no interesse público, a busca de dados nunca é discriminatória, não se levando em conta raça, classe social, religião ou local de moradia. O importante para pesquisa é a sanidade social do candidato.

SOLDADO BOMBEIRO RJ - COMBATENTE

Sexo: Masculino e Feminino
Idade: Entre 18 e 50 anos
Altura: 1,55 (mínima masculino) e 1,50 (mínima feminino)
Provas: Matemática e Língua Portuguesa
Escolaridade Mínima: Ensino médio completo
Obs: Necessária carteira de motorista categoria B
Formação: Soldado Combatente


SOLDADO BOMBEIRO RJ - G-MAR

Sexo: Masculino e Feminino
Idade: Entre 18 e 50 anos
Altura: 1,55 (mínima masculino) e 1,50 (mínima feminino)
Provas: Matemática e Língua Portuguesa
Escolaridade Mínima: Ensino médio completo
Obs: Necessária carteira de motorista categoria B
Formaçâo: Soldado G-Mar


SOLDADO BOMBEIRO RJ - MOTORISTA

Sexo: Masculino
Idade: Entre 18 e 50 anos
Altura: 1,60 (mínima masculino)
Provas: Matemática e Língua Portuguesa
Escolaridade Mínima: Ensino médio completo
Obs: Necessária carteira de motorista categoria D
Formação: Soldado Motorista


ENFERMAGEM / AUX. C. DENTISTA - CORPO DE SAÚDE - BOMBEIROS

Sexo: Masculino e Feminino
Idade: Entre 18 e 50 anos
Altura: 1,55 (mínima masculino) e 1,50 (mínima feminino)
Provas: Matemática, Língua Portuguesa e Específica
Escolaridade Mínima: Ensino médio completo com formação específica
Obs: Necessário formação na área específica
Formação: Técnico especializado do Corpo de Bombeiros


OFICIAL DA POLÍCIA MILITAR - EsFO

Sexo: Masculino e Feminino
Idade: Mais de 17 e menos de 27 anos
Altura: 1,65 (mínima masculino) e 1,60 (mínima feminino)
Provas: Em conformidade com o vestibular da UERJ
Escolaridade Mínima: Ensino médio completo
Obs: Vestibular
Formação: Oficial da Polícia Militar


OFICIAL DO CORPO DE BOMBEIROS - EsFO

Sexo: Masculino
Idade: Mais de 18 e menos de 24 anos
Altura: 1,55 (mínima masculino) e 1,50 (mínima feminino)
Provas: Em conformidade com o vestibular da UERJ
Escolaridade Mínima: Ensino médio completo
Obs: Vestibular
Formação: Oficial do Corpo de Bombeiros


CONCURSO PARA OFICIAL DO CORPO DE BOMBEIROS

Parte Acadêmica Realizada pela UERJ: Exame de Qualificação e Exame Discursivo do Vestibular Estadual.
Parte Específica Realizada pelo CBMERJ: Exames físico, de saúde e de pesquisa social e documental.

A UERJ(Universidade do Estado do Rio de Janeiro) é responsável pelos concursos de seleção para ingresso no Curso de Formação de Oficiais da Academia de Bombeiro Militar D. Pedro II, do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ).





Leia como ingressar como oficial do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar

O vestibular Estadual não é apenas para quem sonha com um curso de nível superior tradicional. O concurso é também a chance de quem deseja seguir a carreira militar. Trata-se da única forma de acesso para os cursos de formação de oficiais da Academia de Polícia Militar (APM) Dom João VI do Rio de Janeiro e da Academia de Bombeiros Militar Dom Pedro II do Rio de Janeiro, abertos a candidatos de ambos os sexos.

Os classificados para estas corporações fazem o curso de formação de oficiais, que tem duração de três anos e é realizado em regime de internato.

A grande vantagem do curso oferecido por estas corporações, em relação aos das universidades públicas, é que os aprovados, além de estudar gratuitamente, recebem uma bolsa auxílio de aproximadamente R$800. Após a conclusão do curso, os alunos são declarados oficiais.

Mas conseguir uma vaga não é fácil. A oferta costuma ser pequena. No último concurso foram oferecidas 70 vagas para Polícia e 50 para Bombeiros. Para garantir a vaga, além de serem classificados no vestibular Estadual, os candidatos têm que ser aprovados nos exames específicos realizados pelas corporações. Eles são compostos por exames físicos, de saúde, psicológicos e análise de documentos.

Mas antes de se candidatar a estas vagas, é preciso conferir as exigências das corporações. Normalmente é exigido do candidato: ter bons antecedentes, estar com a situação militar regularizada, não estar respondendo a inquérito, ser brasileiro nato, entre outros pré-requisitos.

E  ainda:  ter concluído ou estar concluindo no ano da realização do processo seletivo o ensino médio ou equivalente, não ter registro no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e dívidas de correntes de chequess sem fundos, entre outros. No caso das mulheres não é permitido estar grávida durante a seleção e o curso de formação.






Bombeiros: curso de formação tem duração de três anos



O curso de formação de oficiais do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro é ministrado na Academia de Bombeiros Militar Dom Pedro II, em Guadalupe. Ele tem duração de três anos em regime de internato. O cadete, durante o curso, recebe ajuda de custo mensal em torno de R$800. Além disso, tem direito alimentação, atendimento médico e odontológico. Podem participar da seleção candidatos de ambos os sexos.


"Ao ingressar no curso, o candidato passa por um período de preparação, no qual é treinado para participar de sua primeira conquista: fazer o seu juramento e receber o Espadim Marechal de Souza Aguiar, que é o símbolo da disciplina, moral, abnegação, estoicidade e profissionalismo do cadete. Ao recebê-lo, o militar encontra-se plenamente adaptado à vida acadêmica e pronto a seguir no curso", explica o subcomandante da ABMDP II, o tenente coronel Márcio Magnelli.


Entre as disciplinas que fazem parte do currículo estão Mecânica, Cálculo, Eletricidade, Oratória, Psicologia e Direito. Como, também, disciplinas profissionais mais ligadas à ativid0ade fim do Corpo de Bombeiros como, por exemplo, Técnica e Maneabilidade em Salvamento, Técnica e Maneabilidade em Incêndio, Emergência Pré-hospitalar e Operações com Produtos Perigosos, Combate a Incêndio Florestais, Salvamento no Mar e Salvamento em Altura, Mergulho.


Ao se formar, os cadetes são declarados Aspirante-a-Oficial e distribuídos pelos quartéis do Corpo de Bombeiros, onde realizam o estágio de oito meses até serem nomeados segundo-tenente do quadro de oficiais combatentes. O curso de formação de oficiais é de nível superior.


E para quem está pensando em disputar uma das vagas oferecida pela corporação, o tenente-coronel Márcio Magnelli lembra que nos últimos concursos, o maior índice de reprovação tem ocorrido nos exames físicos e diz que: "Esta corporação está em constante mudança e evolução. O cidadão que se candidatar a fazer parte dela precisa estar disposto às mais diferentes atividades, como: combate à incêndio, socorro a vítimas de colisões, salvamentos em locais elevados,em montanhas e no mar, atendimento pré-hospitalar e a eventos envolvendo produtos perigosos, buscas em matas, entre vários outros tipos de socorros que acontecem no dia a dia, sem esquecer suas tradições e o lema: "Vida alheia, riquezas salvar".






APM forma especialistas em segurança pública



O curso de formação de oficiais da Polícia Militar tem como objetivo preparar o futuro profissional em segurança pública. Com três anos de duração, é ministrado em regime de internato na Academia de Polícia Militar (APM) Dom João VI, em Sulacap.


Entre os atrativos estão o plano de carreira, estabilidade e a ajuda de custo de R$883,62 oferecida durante o curso de formação. Os alunos contam ainda com assistência médica, alimentação e prática de esportes.


Na parte prática, fazem parte do currículo aulas de tiro policial, armamento, prática operacional, atividades de inteligência, defesa pessoa e uso comedido de força, instrução policial a cavalo, investigação e perícia criminal e negociação em conflitos.


Já na parte acadêmica, os alunos têm Sociologia, Ciência Política, Direito Constitucional, Direito penal, Direito Administrativo, Metodologia de Pesquisa, Didática, Antropologia, Administração Geral e Psicologia, entre outros.


A rotina do aspirante a oficial varia de acordo com o batalhão em que ele estiver servindo, mas o aluno pode se preparar para acordar cedo.


"As atividades começam às 6 horas com a alvorada. Além disso, instruções de educação física, parada diária do Corpo de Alunos, instrução, formatura para o início do segundo expediente e revista de recolher fazem parte das atividades diárias dos aspirantes", explica a chefe do setor de comunicação social da Academia de Polícia Militar (APM), Luciana Freire.


O curso é em regime de internato, mas nos finais de semana os jovens podem ir para casa. Além disso, também há a possibilidade de concessões para sair no decorrer da semana.


Na Academia de Polícia, o primeiro grau hierárquico, após a conclusão do curso, é aspirante. Após seis meses, o oficial torna-se 2º Tenente. Através de cursos e concursos internos, é possível chegar ao posto de Coronel da Polícia Militar.
















Página para Impressão Envie esta página para um amigo!


LOJA VIRTUAL - PAGSEGURO
Baixe o Aplicativo
Cursos Kids
Login no Site
Pesquisa no Site
Notícias e Concursos
Setembro 2017
S T Q Q S S D
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30  
Enquete
Qual a sua área de interesse nos concursos?
Colégios do Ensino Fundamental 16 % 16%
Escolas Técnicas 11 % 11%
Marinha 21 % 21%
Exército 17 % 17%
Aeronáutica 18 % 18%
Vestibulares 2 % 2%
Concursos Públicos 12 % 12%
Visitantes Online
1 visitantes online (1 na seção: Apostilas preparatórias, turmas preparatórias e páginas internas)

Usuários: 0
Visitantes: 1

mais...
Cape Cursos Preparatórios © 2006-2015 - Todos os direitos reservados - Rua Estância 25 - 2º Andar - Realengo - RJ - Cep: 21715-440
Início Cape Cursos Preparatórios Cursos Preparatórios Preços dos Cursos Preparatório - 5º Ano Apostilas Preparatórias Simulados Online Notícias Concursos Concursos Galeria de Fotos Localização Contato Plataforma Digital Área do Aluno Inscreva-se no Canal!