PM-RJ: 3.600 vagas de soldado. 2º grau

Data 23/06/10 | Tóopico: Polícia Militar

A Polícia Militar recebe até dia 30 deste mês as inscrições do concurso para 3.600 vagas de soldado, com exigência de nível médio. Do total, 2.800 oportunidades são para homens e 800 para mulheres. Os interessados devem acessar o site da corporação ou comparacer no Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP), em Sulacap, ou em alguns batalhões, das 9h às 17h. O pagamento da taxa, de R$65, poderá ser feito até 2 de julho, no Banco Itaú.

As vagas são para atuação em todo o estado, principalmente para a capital, em novas Unidades de Polícia Pacificadora que serão implantadas no município. Segundo o chefe do Centro de Recrutamento e Seleção de Praças, tenente-coronel Frederico Borges Caldas, há um regulamento de remoção. "Por ser uma força estadual, quando a gente presta o concurso para a PM, tem que estar pronto para atuar em qualquer lugar do estado", completa.

A remuneração inicial é de R$1.050, mas há também gratificações. Se o policial for trabalhar em uma Unidade de Polícia Pacificadora, receberá mais R$500; se atuar nas ruas ou em unidades operacionais convencionais, R$350; nos Batalhões de Operações Especiais ou no Grupamento Aéreo Marítimo, R$1 mil.

Exigências - Os interessados devem ter de 18 (matrícula no curso de formação) a 30 anos de idade (até a data limite das inscrições), altura mínima de 1,60m (sexo feminino) e 1,65m (masculino) e carteira de habilitação de motorista tipo "B". Diferente do informado anteriormente, a escolaridade precisará ser comprovada na etapa de exame documental e não na posse.

É necessário também estar em dias com as obrigações eleitorais e militares - ser reservista das Forças Armadas ou Auxiliares, possuir certificado de dispensa de incorporação por excesso de contingente (candidato civil), ou, se licenciado, ter comportamento bom, sem ter sido punido por falta considerada grave onde serviu (homens). Os concorrentes tatuados poderão participar, desde que o desenho não
seja ofensivo à corporação ou discriminatório e, ainda, não fique visível nos uniformes da corporação, incluindo o de educação física (camisa e bermuda).





Exame intelectual em 26 de setembro

A primeira etapa que os candidatos enfrentarão é o exame intelectual, previsto para 26 de setembro. Os participantes farão uma redação e 40 questões objetivas, sendo cinco de Direitos Humanos, cinco de Legislação de Trânsito, cinco de Informática, cinco de Noções de Sociologia, cinco de História do Brasil, cinco de Geografia do Rio de Janeiro e dez de Língua Portuguesa. Haverá também a aplicação de uma redação.

Cada pergunta valerá um ponto, sendo aprovado aquele que alcançar rendimento de 50% em cada disciplina. Em caso de empate terá preferência, pela ordem, o candidato com maior nota em Português, em História do Brasil, em Geografia do Rio de Janeiro e em Direitos Humanos.

Todos os participantes farão a redação, mas só serão corrigidos os textos dos aprovados na prova objetiva. Ele valerá até dez pontos, sendo aprovado quem obtiver, pelo menos, cinco. A nota final será a média dos pontos obtidos nas provas e na redação. A listagem final com essas notas deverá ser divulgada em 29 de outubro.

Em caso de igualdade na pontuação final, terá preferência o concorrente com maior nota em Redação, Português e Direitos Humanos, nesta ordem. Serão convocados para as demais etapas os classificados até o dobro das vagas. O concurso conta também com os exames antropométrico, físico, médico, psicológico e social e documental. Há também o curso de formação, eliminatório, com duração de seis meses.





Conheça demais etapas do concurso


Os aprovados no exame intelectual serão convocados para o exame antropométrico, que verifica se o concorrente tem a altura mínima exigida e se o peso é proporcional à altura, através do Índice de Massa Corporal (IMC).

Estando apto, o participante realiza o exame psicológico, que verifica se ele apresenta característica psicológicas compatíveis com a função. Em seguida, os aprovados passam por diversos exames médicos (confira os critérios abaixo). As candidatas que desejarem ingressar na corporação não poderão engravidar em nenhum momento do processo seletivo.

Na penúltima etapa os concorrentes fazem os testes físicos Para os homens serão cobrados os seguintes exercícios: tração na barra fixa, corrida de 12 minutos e abdominal tipo remador. Já as mulheres farão as tarefas de flexão de braços e antebraços, corrida de 2 mil metros em 12 minutos e abdominal tipo remador.

A etapa seguinte é composta pela pesquisa documental e intelectual. É nessa etapa que os concorrentes precisam apresentar os seguintes documentos: certificado de conclusão do ensino médio, identidade, CPF, certificado de reservista, carteira de habilitação, cópia da publicação do ato de desligamento ou licenciamento para o candidato que seja ex-policial militar ou ex-bombeiro militar; e certidão de tempo de serviço, se ex-integrante da PM. Por fim, os aprovados passam pelo curso de formação com duração de seis meses.


Este artigo veio de Cursos Preparatórios Para Concursos
http://capecurso.com.br/site

O endereço desta história é:
http://capecurso.com.br/site/modules/news/article.php?storyid=466