Fale Conosco
Plataforma EAD
Menu
Siga-nos
Indique o Site
Destaques no Site
RSS

Notícias sobre os principais concursos públicos federais.
(1) 2 3 4 ... 11 »
Federais : Assistente técnico: inicial de R$3.418 na Fiocruz
Enviado por admin em 22/06/16 (148 leituras)

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) abrirá, em 4 de julho, as inscrições em dois concursos. Um deles é para uma carreira com exigência de ensino médio: assistente técnico, que propicia, atualmente, remuneração de R$3.418,81, incluindo os R$458 do auxílio-alimentação. O regime de contratação é o estatutário, que assegura a estabilidade no emprego. O ingresso nessa função pede ainda experiência mínima de um ano em alguma atividade da área administrativa, em uma das atribuições da carreira, segundo indica o item III do Artigo 25 da Lei n° 11.355/2006. Mas esse requisito só precisará ser comprovado na posse dos aprovados, e não no ato da inscrição.

A autarquia admitirá, inicialmente, 21 assistentes (16 vagas para ampla concorrência, quatro para negros e uma para deficientes). Desses, serão contratados 14 na sede, no Rio de Janeiro, dois no Amazonas, um em Salvador, um em Belo Horizonte, um em Curitiba, um em Recife e outro em Brasília. Só que o número de convocados pode aumentar 50%, já que, como permite a lei, a fundação pretende solicitar o acréscimo ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, tão logo o certame seja homologado. Sendo assim, mais oportunidades deverão surgir ao longo do prazo de validade da seleção pública, que é de um ano, podendo ser estendido por igual período.

A remuneração do assistente é dividida da seguinte maneira: R$2.313,61 de salário-base, R$647,20 de gratificação de desempenho, que todos ganham, e R$458 de auxílio-alimentação, totalizando R$3.418,81. Mas o rendimento não para por aí, caso o servidor tenha alguma titulação acadêmica superior ao antigo 2º grau. Quem tem curso profissionalizante de 180 horas ganha R$452 a mais; para curso de 250 horas, mais R$497; para médio/técnico, graduação ou pós-graduação, mais R$542.

Para quem tem mestrado, os ganhos são somados a mais R$881, enquanto que para doutorado, mais R$1.762. Assim, os valores podem chegar a R$3.870,81, R$3.915,81, R$3.960,81, R$4.299,81 e R$5.180,81, respectivamente. A Fiotec, organizadora, abrirá as inscrições no site a partir das 10h do dia 4 de julho, até 8 de agosto. Feito o cadastro, será preciso pagar R$70 de taxa ou pedir isenção desse valor, até o dia 7 do próximo mês.

Em 25 de setembro, os participantes terão seus conhecimentos testados na única etapa do certame, as provas objetivas. Os exames estão marcados para o período das 9h às 13h, nas cidades do Rio de Janeiro, Curitiba, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Recife e Manaus. Das 60 questões, serão cobradas 20 de Língua Portuguesa, dez de Raciocínio Lógico e 30 de Conhecimentos Específicos. Cada uma delas valerá um ponto, e a aprovação será mediante ao acerto mínimo de dez pontos em Português, cinco em Raciocínio Lógico e 15 de Conhecimentos Específicos.

Federais : Mantida previsão de início de convocações no INSS
Enviado por admin em 22/06/16 (184 leituras)

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou nesta terça-feira, dia 21, por meio de sua Assessoria de Imprensa, que "a previsão (de início de convocação dos aprovados do concurso para 950 vagas) permanece para agosto, após a homologação dos aprovados, mas depende de autorização do Ministério do Planejamento". Essa informação havia sido passada pelo diretor de Gestão de Pessoas do INSS, José Nunes Filho, em entrevista realizada em fevereiro. Contudo, isso aconteceu na época da gestão da presidente afastada Dilma Rousseff. Com a mudança do governo e o anúncio da suspensão de concursos e nomeações em 2017, não se tinha certeza se as chamadas aconteceriam ainda este ano.

Os 813.706 candidatos, que fizeram as provas objetivas do concurso, já podem consultar os gabaritos definitivos das provas objetivas. Após análise dos recursos, foram anuladas cinco questões da avaliação dos técnicos (três de Conhecimentos Básicos, e duas de Específicos) e duas da prova de analista (ambas na parte de Conhecimentos Específicos). Os pontos referentes a essas questões serão concedidos a todos os candidatos. Também a consulta às notas finais já foi liberada, na página do CEBRASPE (antigo Cespe/UnB), organizador.

Foi aprovado quem conseguiu, pelo menos, dez pontos em Conhecimentos Básicos, 21 em Conhecimentos Específicos e 36 na soma do exame. As avaliações contaram com 120 questões, sendo 50 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos. A expectativa agora é pela homologação do resultado final, o que deverá acontecer nos próximos dias. Após homologar o resultado, o INSS irá avaliar se fará o pedido do adicional de 50% das vagas ao Planejamento. Isso, como de costume de autarquia, deverá acontecer. Contudo, a dúvida é se o Planejamento autorizará para agora, no atual cenário, a chamada de excedentes. Isso porque a medida de suspensão de concursos públicos federais leva em consideração essa chamada. Das 950 vagas oferecidas pelo INSS, 800 são de técnico (nível médio e R$5.344,87) e 150 de analista (graduados em Serviço Social e R$7.954,09). O concurso tem validade de um ano, prorrogável por igual período. Os selecionados serão contratados pelo regime estatutário.

Serviço
www.cespe.unb.br/concursos/INSS_2015/

Federais : IBGE deverá abrir mais dois editais
Enviado por admin em 11/02/16 (159 leituras)

[url=https://www.youtube.com/user/cursocape]INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE E RECEBA NOTÍCIAS ATUALIZADAS SOBRE CONCURSOS

Em cerca de quatro meses, o IBGE publicará mais dois editais com 80.614 vagas visando ao Censo Agropecuário. O próximo a sair trará 18.214 vagas de agente censitário municipal (5.500), agente censitário supervisor (12.540) e agente censitário de informática (174), de níveis médio e médio/técnico. Em seguida, será publicado o edital com 62.400 vagas de recenseador, de nível fundamental. Ambos, segundo o IBGE, precisam ser divulgados até 14 de junho, seis meses após a autorização do Ministério do Planejamento (14 de dezembro).

A expectativa é que o edital com 18.214 vagas saia até o próximo mês. Antes, porém, o IBGE precisa definir a organizadora. A Fundação Cesgranrio chegou a ser confirmada, mas o órgão retificou a informação, alegando que a instituição assumira, por enquanto, apenas o primeiro concurso do Censo Agropecuário (para 1.409 vagas). Os selecionados serão contratados por até um ano, com possibilidade de prorrogação, até o limite de três, e terão direito a 13º salário e férias. As remunerações e a distribuição das vagas pelos estados ainda serão divulgados, mas o IBGE adiantou que haverá chances em todo o país.

No caso do recenseador, no Censo de 2010, a remuneração variava de acordo com o número de pessoas e domicílios recenseados, sendo igual ou superior a dos agentes censitários (de R$1.560 a R$3 mil). A última seleção para agentes municipal, supervisor e de informática ocorreu em 2009. Os salários eram de R$900 para agente supervisor e de informática, e R$1.150 para o municipal. Os valores atuais, porém, deverão passar de R$2.018. É que, nos últimos concursos do Censo, os valores oferecidos aos agentes supervisor, de informática e municipal foram superiores ao do agente administrativo que, segundo consta do edital já divulgado para esse cargo, tem remuneração atual de R$2.018.
Até julho, outro edital – O IBGE oferecerá também 7.825 vagas temporárias visando às pesquisas econômicas e sociodemográficas. O órgão concentra esforços na escolha da organizadora desse concurso, tendo em 6 de julho a data final para publicar o edital (seis meses após a autorização do Ministério do Planejamento). O IBGE precisa ainda definir a distribuição das vagas pelo país e os salários. Haverá 25 vagas de supervisor de pesquisa por telefone, para graduados em áreas ainda não informadas; 300 de agente de pesquisa por telefone e 7.500 agente de pesquisa e mapeamento, ambos de nível médio, havendo no primeiro a exigência de experiência de um ano.

Os selecionados terão contratos com duração de até um ano, com possibilidade de prorrogação por, no máximo, três. Os últimos concursos para esses cargos, em 2011 e sob organização da Consulplan, mostram um pouco como deverão ser as novas seleções. Na ocasião, foram ofertadas 4.250 vagas de agente de pesquisa e mapeamento, sendo 337 no Estado do Rio de Janeiro (180 na capital). À época, a remuneração oferecida foi de R$1.223. Hoje, o rendimento também deve ser superior a R$2.018. Nos três concursos, os candidatos deverão ser avaliados somente por meio de prova objetiva.

Federais : IBGE: inscrições abertas para 1.409 vagas. Salários até R$7.624
Enviado por admin em 28/01/16 (150 leituras)

Estão abertas as inscrições do primeiro de uma série de três concursos para o Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os cadastros podem ser realizados até 22 de fevereiro, no site da Fundação Cesgranrio, organizadora. Após preencher o cadastro,é preciso imprimir a Guia de Recolhimento da união (GRU) e efetuar o pagamento da taxa, de R$35 para agente censitário administrativo, R$50 para agente censitário regional ou R$120 para de analista censitário, em uma das agências do Banco do Brasil.

Pedidos de isenção poderão ser feitos, durante todo o prazo de inscrição, somente pelo inscritos no CadÚnico do governo federal. A lista preliminar dos que obtiverem o benefício será divulgada no dia 29 de fevereiro. Os cartões de confirmação sairão no dia 16 de maio.

A oferta é de 1.409 vagas temporárias em todo o país, para cargos dos níveis médio e superior, com remunerações de até R$7.624. A seleção conta com vagas para 700 agente censitário administrativo (nível médio completo; remuneração de R$2.018), 486 para agente censitário regional (nível médio e carteira de habilitação; R$3.458) e 223 para analista censitário (nível superior completo em qualquer área e em diversas áreas; R$7.624). Os valores já contam com o auxíio-alimentação, de R$458. Além deste benefício, os contratados contarão com férias e 13º salário. A carga de trabalho é de 40 horas semanais para todos. Há reserva de vagas para portadores de deficiência e negros.

Com quatro meses para intensificar os estudos, as avaliações serão por meio de provas objetivas, que serão aplicadas no dia 22 de maio, das 13h às 17h. Os conteúdos cobrados serão de Língua Portuguesa, Noções de Administração e Situações Gerenciais, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos, variando de acordo com a função desejada. As lotações serão em em 26 estados do país e no Distrito Federal, exceto para a função de agente censitário regional, onde a oferta concentra-se em 24 estados mais o DF.

Como previsto, o resultado final será divulgado no dia 14 de julho. Este é o primeiro edital publicado para o Censo Agropecuário deste ano. Dois processos seletivos, com mais 80.614 vagas, já estão confirmados e passando por escolha da organizadora. O Censo Agropecuário tem como objetivo obter informações da atividade rural a partir do ponto de vista, social, econômico e ambiental. A pesquisa é realizada atualizando a anterior. Diferentemente do que havia sido informado, os dados serão coletados em 2017.

Federais : IBGE: inscrições abertas para 1.409 vagas. Salários até R$7.624
Enviado por admin em 28/01/16 (137 leituras)

Estão abertas as inscrições do primeiro de uma série de três concursos para o Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os cadastros podem ser realizados até 22 de fevereiro, no site da Fundação Cesgranrio, organizadora. Após preencher o cadastro,é preciso imprimir a Guia de Recolhimento da união (GRU) e efetuar o pagamento da taxa, de R$35 para agente censitário administrativo, R$50 para agente censitário regional ou R$120 para de analista censitário, em uma das agências do Banco do Brasil.

Pedidos de isenção poderão ser feitos, durante todo o prazo de inscrição, somente pelo inscritos no CadÚnico do governo federal. A lista preliminar dos que obtiverem o benefício será divulgada no dia 29 de fevereiro. Os cartões de confirmação sairão no dia 16 de maio.

A oferta é de 1.409 vagas temporárias em todo o país, para cargos dos níveis médio e superior, com remunerações de até R$7.624. A seleção conta com vagas para 700 agente censitário administrativo (nível médio completo; remuneração de R$2.018), 486 para agente censitário regional (nível médio e carteira de habilitação; R$3.458) e 223 para analista censitário (nível superior completo em qualquer área e em diversas áreas; R$7.624). Os valores já contam com o auxíio-alimentação, de R$458. Além deste benefício, os contratados contarão com férias e 13º salário. A carga de trabalho é de 40 horas semanais para todos. Há reserva de vagas para portadores de deficiência e negros.

Com quatro meses para intensificar os estudos, as avaliações serão por meio de provas objetivas, que serão aplicadas no dia 22 de maio, das 13h às 17h. Os conteúdos cobrados serão de Língua Portuguesa, Noções de Administração e Situações Gerenciais, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos, variando de acordo com a função desejada. As lotações serão em em 26 estados do país e no Distrito Federal, exceto para a função de agente censitário regional, onde a oferta concentra-se em 24 estados mais o DF.

Como previsto, o resultado final será divulgado no dia 14 de julho. Este é o primeiro edital publicado para o Censo Agropecuário deste ano. Dois processos seletivos, com mais 80.614 vagas, já estão confirmados e passando por escolha da organizadora. O Censo Agropecuário tem como objetivo obter informações da atividade rural a partir do ponto de vista, social, econômico e ambiental. A pesquisa é realizada atualizando a anterior. Diferentemente do que havia sido informado, os dados serão coletados em 2017.

Federais : IBGE inscreve para técnico e analista
Enviado por admin em 05/01/16 (162 leituras)

FAÇA O CURSO PREPARATÓRIO PARA O IBGE NO CAPE

Tiveram início, às 14h desta segunda, 4 de janeiro, as inscrições do concurso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para preencher 600 vagas em cargos dos níveis médio e superior. Foram publicados no Diário Oficial da União (DOU) de 28 de dezembro dois editais, um com as regras da disputa do cargo de técnico, de nível médio, e o outro com as do analista e tecnologista, de 3º grau. Esta seleção será para a contratação de efetivos.

As remunerações variam de R$3.471,85 a R$9.107,88, e o regime de contratação é o estatutário, que garante a estabilidade. Os editais saíram 20 dias antes do prazo legal estabelecido pelo Ministério do Planejamento (17 de janeiro), conforme prometera o IBGE. Durante o prazo de validade do concurso, de um ano, prorrogável por igual período, poderá haver convocações extras, tendo em vista as necessidades de pessoal da fundação. Há reserva de vagas para deficientes (5%) e negros (20%).
As inscrições podem ser feitas no site da Fundação Getúlio Vargas (FGV) até o dia 28 de janeiro. As taxas são de R$49 para técnico e de R$69 para analista e tecnologista. Os membros de família de baixa renda, inscritos no CadÚnico, poderão pedir a isenção da taxa durante todo o prazo de inscrição. O resultado preliminar dos pedidos de isenção será divulgado no dia 11 de fevereiro, cabendo recursos entre os dias 12 e 15 do mesmo mês. A análise final dos pedidos será liberada no dia 22.

O técnico do IBGE tem remuneração inicial de R$3.471,85, somando vencimento de R$2.216,45, gratificação de desempenho de R$882,40 e auxílio-alimentação de R$373. Se o servidor tiver alguma qualificação esse valor aumenta, chegando a até R$5.011,01. Analista e tecnologistas recebem rendimento inicial de R$7.373,49, considerando vencimento de R$4.352,49, gratificação de desempenho de R$2.648 e auxílio-alimentação de R$373. Com qualificações, o valor sobe para até R$9.107,88 (doutorado). O edital informa ainda que é oferecido assistência à saúde (médica e odontológica) do servidor e de seus dependentes, com valores que variam de R$82,83 a R$167,70 e auxílio-transporte, variável.

Serviço
Inscrições: www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/ibge

Provas serão aplicadas em abril

As provas objetivas do concurso do IBGE já têm dias e horários marcados: ocorrerão em 10 de abril, para analistas e tecnologistas, e no dia 17 do mesmo mês, no caso dos técnicos. Para os três cargos, a avaliação será aplicada das 13h às 17h, exceto o analista da área de Análise de Sistemas/Desenvolvimento, que fará a prova das 13h às 18h. Tendo por base essas datas, os interessados ganharam a chance de estudar focando no programa oficial por pouco mais de três meses, tempo suficiente para lograr a aprovação. Os candidatos a técnico serão submetidos a 60 questões, sendo dez de Conhecimentos Específicos do IBGE, 15 de Geografia, 15 de Matemática e 20 de Língua Portuguesa.

Os concorrentes a analista e tecnologista serão submetidos a 70 questões, exceto os da área de Análise de Sistemas/Desenvolvimento, que responderá a 60 e fará uma prova discursiva. O exame objetivo versará sobre Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa, Língua Inglesa e Raciocínio Lógico Quantitativo) e Conhecimentos Específicos. O número de questões por disciplina varia. Para o técnico, será aprovado quem conseguir, pelo menos, 40% dos pontos da prova, sem zerar nenhuma disciplina. Para analista e tecnologista, estará apto quem alcançar 50% dos pontos da prova, sem zerar nenhuma matéria, além de obter uma pontuação mínima na parte específica, que varia de acordo com a área pretendida.

Os candidatos realizarão as provas no município no qual optaram por concorrer, conforme consta do subitem 2.3 do edital. O resultado final do concurso está previsto para 30 de maio, no caso do técnico, e em 13 de junho, para analistas e tecnologistas.

Federais : Edital dos Correios pode sair somente após acordo coletivo
Enviado por admin em 25/09/15 (233 leituras)

[url=https://www.youtube.com/user/cursocape]INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE E RECEBA NOTÍCIAS ATUALIZADAS SOBRE CONCURSOS

Passado quase um mês da previsão inicial de publicação do edital do novo concurso, os Correios ainda não divulgaram uma nova data provável de abertura da seleção. E uma suposta explicação para isso está na negociação do acordo coletivo de trabalho dos funcionários da empresa. Segundo o presidente da Federação Interestadual dos Trabalhadores dos Correios (Findect), José Aparecido Gandara, entre as propostas apresentadas pela estatal está uma alteração no plano de saúde dos funcionários, que deixaria de ser por coparticipação para passar a ser por mensalidade, o que tem sido rejeitado pela maior parte da categoria. #vaiterconcurso

Gandara chegou a afirmar que, extraoficialmente, a empresa chegaria a estar condicionando a divulgação do edital do concurso, uma das reivindicações da categoria, à aceitação do conjunto de proposições feitas aos trabalhadores. Os Correios negaram a acusação. No entanto, parece pouco provável que a empresa vá optar por divulgar um edital contendo informações que deverão ser modificados ao fim das negociações. Nesta sexta-feira, dia 25, uma nova audiência de conciliação será realizada no Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília, que media a negociação. Em diversas partes do país, a categoria prossegue em greve, pelo menos até a próxima segunda-feira, dia 28, quando novas assembleias serão realizadas. Oficialmente, os Correios informam que será possível precisar a data de divulgação do edital após a escolha da organizadora, que está sendo finalizada. Entretanto, não há previsão de conclusão desse processo.

Concurso – A seleção será para cerca de 2 mil vagas e formação de cadastro de reserva no cargo de agente de Correios, de nível médio, nas atividades de carteiro e operador de triagem e transbordo, com ganhos iniciais de pelo menos R$2.592,46 e R$2.255,96, respectivamente. Esses valores já incluem benefícios e adicionais e que poderão passar para R$2.792,46 e R$2.455,96, respectivamente, em função do acordo coletivo.
No Rio de Janeiro, estão previstas 144 vagas, mais o cadastro, apenas para carteiro, para atuação na capital, Angra dos Reis, Cabo Frio, Macaé e Nova Friburgo. As demais chances serão para São Paulo, Minas Gerais, Amazonas, Bahia, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, além do Distrito Federal. A exemplo do último concurso, de 2011, por meio do qual 20 mil aprovados foram contratados, apesar da oferta inicial de 7 mil vagas nos cargos de nível médio, mais aprovados serão chamados ao longo da validade da nova seleção, de acordo com o presidente da estatal, Wagner Pinheiro. O total de convocações no concurso passado foi ainda maior: 40 mil.
O concurso compreenderá provas objetivas, com 50 questões sobre Língua Portuguesa, Matemática e Conhecimentos Gerais; teste de esforço físico – que em 2011 foi composto pelos testes de barra fixa, corrida de 12 minutos e dinamometria (força muscular); e exame médico admissional, para os convocados.

Federais : INSS quer liberar o edital e inscrições o mais breve possível
Enviado por admin em 17/07/15 (230 leituras)

O ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, e a presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Elisete Berchiol, reuniram-se com a Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Previdência Social (Fenasps), no gabinete do senador Paulo Rocha (PT-PA), também presente.

No encontro, agendado por conta da greve dos servidores e que ocorreu na última segunda-feira, dia 13, Gabas revelou que o INSS agiliza os preparativos do concurso para 950 vagas, a fim de publicar o edital o mais rápido possível. Quem informou foi o diretor da Fenasps, Carlos Roberto dos Santos, participante da reunião.

“O ministro disse que já está agilizando os preparativos do concurso, para publicar o edital o mais breve possível. Gabas e a presidente se colocaram à disposição para negociar. No entanto, não apontaram uma solução imediata, pois, além do concurso, reivindicamos a incorporação da gratificação de desempenho (Gdass), redução da carga horária e ajustes no plano de carreira. Ficou acordado apenas que Gabas iria negociar os ajustes com o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, e que, após isso, haverá um novo encontro”, assinalou. Conforme consta no site da Previdência, Carlos Eduardo Gabas disse que a “intenção do Ministério da Previdência Social e do INSS é encontrar uma solução para a paralisação o mais rapidamente possível”. A agilidade com os preparativos, destacada por Gabas, é confirmada pela posição oficial do INSS sobre a seleção.

Federais : Correios: Apenas o ensino médio e salário de até 3 mil
Enviado por admin em 07/07/15 (242 leituras)

Segundo fontes ligadas à estatal, a seleção será para cerca de 2 mil vagas de agente executivo, com remuneração inicial de até R$3 mil, nas funções de carteiro e operador de triagem e transbordo, sendo a maioria para a entrega de correspondências. Ainda segundo a informação de fontes, a seleção encontra-se em fase de escolha da organizadora. A empresa já recebeu propostas de instituições que atuam no setor e há grande possibilidade da escolha ser anunciada nos próximos dias. A previsão de abertura do concurso é neste segundo semestre

Na ocasião, ele chegou a destacar que o concurso, que foi anunciado em 2012, não vinha sendo realizado por conta da existência de ação da Justiça do Trabalho pleiteando a convocação de aprovados na seleção anterior, de 2011. No decorrer do processo, entretanto, a juíza Audrey Choucair Vaz, da 15ª Vara do Trabalho de Brasília, ressaltou que não há nada no processo que impeça a realização de novo concurso e chegou a sugerir a abertura de processo apenas para determinadas localidades, como, de fato, irá ocorrer. As oportunidades serão distribuídas por polos de diferentes estados, entre eles Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Sul. Além disso, haverá formação de cadastro de reserva. Segundo esclareceu a empresa, a remuneração inicial da função chega a cerca de R$2 mil, podendo chegar em torno de R$3 mil, com a inclusão de vale-alimentação/refeição e cesta, de cerca de R$1 mil. Além disso, os funcionários dos Correios fazem jus a adicionais de atividade, plano de saúde, auxílio creche/babá, bolsas de estudo e vale-cultura, entre outros. Os candidatos deverão ser avaliados por meio de provas objetivas com 40 ou 50 questões de Português, Matemática e Conhecimentos Gerais, além de teste de esforço físico.
Decisão – Além de não impedir a abertura de um novo concurso, a ação que tramita na Justiça do Trabalho poderá fazer com que o número de contratações supere o quantitativo inicialmente previsto. Isso porque, em decisão do ano passado, motivada pela detecção de terceirizados irregulares, foi determinada a contratação de servidores em número equivalente à demanda verificada em levantamento a ser realizado. E, segundo a Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect), a demanda estimada é de 15 mil trabalhadores. Já a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), a carência é de 70 mil trabalhadores, sendo pelo menos 35 mil carteiros, incluindo a substituição de cerca de 30 mil terceirizados.

Estado do Rio precisa de 5 mil trabalhadores, segundo sindicato

O Rio de Janeiro é um dos estados que tem sofrido com falta de pessoal nos Correios, com a população ficando refém de um péssimo serviço, como destacou o diretor do Sindicato dos Trabalhadores da Empresa no Estado (Sintect-RJ), Marcos Sant’Aguida. Segundo ele, no Rio, são necessários cerca de 5 mil trabalhadores para se juntarem aos quase 14 mil em atividade atualmente nas diversas unidades da empresa no estado. “A situação do quadro de pessoal está fazendo a empresa oferecer um serviço de péssima qualidade. E, ao mesmo tempo, as condições de trabalho deixam a desejar. Ou seja, isso reflete tanto na população, que tem um péssimo atendimento, por falta de pessoal, bem como nos trabalhadores, que acabam tendo uma sobrecarga de serviço”, relatou o sindicalista.
Sant’Aguida ressaltou ainda que é necessário a empresa agilizar a abertura da seleção. “Esse concurso é urgente”, disse ele, que se posicionou contrário à abertura de seleção para a contratação de temporários, como a empresa pretende para determinadas localidades. “Esse concurso é urgente. Só não podemos aceitar que seja para contratação por tempo determinado. O presidente dos Correios vem intencionando isso, mas pelo menos nós, do sindicato do Rio e outros mais, além da nossa federação, a Findect, somos contra”, apontou. “A nossa posição é que seja como os anteriores, por prazo indeterminado”. A seleção para temporários tinha edital previsto para o último mês de junho. No entanto, no fim do mês, os Correios informaram que “a contratação por tempo determinado depende de negociação com as representações sindicais, conforme consta do item 22 do Acordo Coletivo de Trabalho 2014/2015”, informou a estatal, que, posteriormente, destacou que a Findect foi signatária do acordo. As negociações com os trabalhadores deverão se estender até agosto.

Federais : Concurso para efetivo dos correios será aberto
Enviado por admin em 30/06/15 (203 leituras)

Embora tenha informado que as seleções previstas para a empresa só ocorrerão após discussões com representações sindicais, os Correios esclareceram nesta quarta-feira, dia 24, que apenas a seleção para contratação de trabalhadores por tempo determinado depende dessas negociações. “A empresa está trabalhando na realização do concurso para efetivos. Já a contratação por tempo determinado depende de negociação com as representações sindicais, conforme consta do item 22 do Acordo Coletivo de Trabalho 2014/2015″, informou a estatal.

O esclarecimento foi prestado após crítica do presidente da Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect), José Aparecido Gandara, dizendo que a empresa não precisa negociar a realização de concurso. “Isso é necessidade da empresa. O sindicato não administra a empresa. O concurso pode ser aberto a qualquer momento. E é urgentíssimo”, disse o sindicalista. Quanto à condição para a seleção para temporários, os Correios ressaltaram que o acordo coletivo foi assinado pela Findect.

Com relação à questão do quadro de pessoal, a empresa ressaltou que desde dezembro de 2010, houve ampliação em 12.500 vagas e foram contratadas mais de 20 mil pessoas no período por meio de concurso público, sendo a maior parte da área operacional. Os Correios informaram ainda que dimensionam a força de trabalho necessária por meio de uma ferramenta chamada Sistema de Distritamento, de forma a manter o efetivo sempre ajustado. “Não existe sucateamento e os atrasos, quando ocorrem, são localizados e pontuais – o percentual de reclamações sobre o tráfego de objetos registrados no País é inferior a 0,1%”, defendeu-se a estatal. “Ao contrário do afirmado, a carreira nos Correios é uma das mais atrativas do Brasil, tanto que o último concurso público atraiu mais de 1 milhão de pessoas para concorrer a 9.190 vagas”, acrescentou.

(1) 2 3 4 ... 11 »
LOJA VIRTUAL - PAGSEGURO
Baixe o Aplicativo
Cursos Kids
Login no Site
Pesquisa no Site
Notícias e Concursos
Julho 2017
S T Q Q S S D
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            
Enquete
Qual a sua área de interesse nos concursos?
Colégios do Ensino Fundamental 16 % 16%
Escolas Técnicas 11 % 11%
Marinha 21 % 21%
Exército 17 % 17%
Aeronáutica 18 % 18%
Vestibulares 2 % 2%
Concursos Públicos 12 % 12%
Visitantes Online
1 visitantes online (1 na seção: Notícias sobre Concursos)

Usuários: 0
Visitantes: 1

mais...
Cape Cursos Preparatórios © 2006-2015 - Todos os direitos reservados - Rua Estância 25 - 2º Andar - Realengo - RJ - Cep: 21715-440
Início Cape Cursos Preparatórios Cursos Preparatórios Preços dos Cursos Preparatório - 5º Ano Apostilas Preparatórias Simulados Online Notícias Concursos Concursos Galeria de Fotos Localização Contato Plataforma Digital Área do Aluno Inscreva-se no Canal!