Plataforma EAD
Menu
Siga-nos
Indique o Site
Destaques no Site
RSS

Notícias sobre os principais concursos públicos federais.
« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 11 »
Federais : Concurso do Banco do Brasil fica mais atrativo com vagas imediatas
Enviado por admin em 14/04/15 (313 leituras)

Os próximos concursos do Banco do Brasil (BB), incluindo a seleção do Rio de Janeiro (cujo edital deverá sair este mês ou em maio), terão uma novidade: haverá vagas imediatas, conforme acordo firmado no último dia 7 entre o BB e o Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal (MPT-DF).

O procurador do MPT-DF Carlos Brisolla afirmou que o acordo é muito importante e trará respeito aos candidatos dos concursos do BB, além da transparência necessária. “Por prever a mudança no sistema de convocações do Banco do Brasil, retirando a figura exclusiva do cadastro de reserva, o acordo é importantíssimo”, assinalou.
Expectativa por muitas contratações no RJ

O acordo firmado com o Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal (MPT-DF) trouxe ao Banco do Brasil (BB) uma pendência em relação ao próximo concurso, cujo um dos estados contemplados será o Rio de Janeiro. É que agora o BB precisa definir quantas vagas oferecerá nessa próxima seleção, além do cronograma a ser seguido. A expectativa de publicação do edital, porém, segue para este mês ou maio, conforme diretriz do BB de divulgar as regras de suas seleções três ou quatro meses antes de o prazo de validade do concurso anterior expirar, o que nesse caso ocorrerá em 26 de setembro.
A expectativa é de que o Rio de Janeiro tenha uma boa oferta de vagas (entre imediatas e em cadastro), já que a cidade é considerada estratégica pelo banco, tendo em vista que sediará as Olimpíadas em 2016. A diretriz já foi confirmada pelo diretor de Gestão de Pessoas do BB, Carlos Netto. O banco tem estrutura e programa da seleção definidos e disponíveis aos interessados, tendo em vista que ambos foram publicados no concurso em andamento para 15 estados. Além disso, a Fundação Cesgranrio é a organizadora, já que as partes têm um contrato de cinco anos. Os concorrentes serão avaliados por meio de 70 questões objetivas e redação. Haverá 25 questões de Conhecimentos Básicos e 45 de Conhecimentos Específicos. Já a redação, será do tipo dissertativo-argumentativo, e terá entre 25 e 30 linhas.
A função de escriturário exige o nível médio e proporciona rendimento inicial de R$3.280, somando salário-base de R$2.227,26, ajuda-alimentação de R$572, vale-refeição de R$431,16 e vale-cultura de R$50.
Os funcionários do BB têm direito ainda a ascensão e desenvolvimento profissional, participação nos lucros ou resultados, vale-transporte, auxílio-creche, auxílio a filho com deficiência, plano odontológico, assistência médica (planos de saúde), previdência privada e participação no Programa de Qualidade de Vida no Trabalho. Além do Rio, a seleção será destinada ao Amazonas (parte do estado), Espírito Santo, Minas Gerais (parte), Rio Grande do Sul e Santa Catarina (parte). O regime de contratação é o celetista.

Federais : Concurso do INSS: requerimento já está no ministério de planejamento e orçamento
Enviado por admin em 31/03/15 (353 leituras)

Na última sexta-feira, dia 27, o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) recebeu o requerimento de informação (RIC 163/2015) do deputado federal Chico Alencar (Psol-RJ), questionando quando ocorrerá o concurso para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), quantas vagas serão autorizadas, para quais cargos e que medidas serão tomadas para cobrir o déficit de pessoal.

A informação está disponível no site da Câmara dos Deputados, onde é possível acompanhar a tramitação do RIC. Ainda de acordo com a Câmara, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, deve dar as respostas até o dia 27 de abril, quando completam 30 dias úteis da entrega do requerimento. A expectativa é de que sejam passadas novas informações a respeito da tramitação do pedido de concurso no MPOG. Além disso, espera-se que o governo sinta-se ainda mais pressionado a autorizar a seleção do INSS, que sofre com a carência de pessoal e as iminentes aposentadorias.
Segundo dados revelados em auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU), há carência de mais de 5 mil servidores em todo o país, e mais de 10 mil encontram-se em abono de permanência. Devido a esse cenário, o TCU afirmou que há risco de colapso caso a autarquia não realize concurso. Além de Chico Alencar, a presidente do INSS, Elisete Berchiol, também se comprometeu a lutar pelo concurso e, por isso, após a sanção do Orçamento da União deste ano, irá cobrá-lo ao Ministério do Planejamento.
A redação final do Orçamento, que irá à sanção da presidente Dilma Rousseff, foi divulgada na última quarta-feira, dia 25. A proposta, aprovada pelo Congresso Nacional no último dia 17, prevê R$2,5 bilhões para criação de cargos e contratação de novos servidores públicos. Acredita-se, portanto, que em breve a chefe do Executivo assinará o documento. A autorização do concurso do INSS deverá ocorrer, porém, após o contingenciamento orçamentário, já confirmado por Dilma.
Anasps também cobra concurso - O presidente da Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social (Anasps), Alexandre Lisboa, irá agendar uma reunião com o ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas. No encontro, segundo o dirigente, serão pontuados os vários interesses da Anasps, sendo um deles o concurso, pendente de autorização no Ministério do Planejamento.
Alexandre deseja que a Previdência reapresente ao MPOG o conjunto de propostas referentes à área de Recursos Humanos, ainda não consideradas pela pasta, o que inclui o concurso do INSS. O titular da associação chegou a cogitar a contratação dos novos servidores em 2016, mas confirmou que a seleção precisa acontecer este ano.
O INSS solicita 4.730 vagas, sendo 2 mil de técnico do seguro social, de nível médio, 1.580 de analista do seguro social, de nível superior, e 1.150 de perito médico, para graduados em Medicina. Os rendimentos iniciais são de R$4.620,91 para técnico, R$7.504,45 para analista e R$10.559,64 para perito.
Estudos em dia – Quem sonha em conquistar uma vaga no INSS deve manter os estudos, de forma a estar bem preparado. A última seleção para técnico e perito, em 2011, organizada pela Fundação Carlos Chagas (FCC), é o melhor guia para quem sonha com um desses cargos na autarquia. O analista, por sua vez, teve o último concurso organizado pela FunRio, em 2013.

Federais : Correios: Sindicato cobra abertura de concurso para efetivos
Enviado por admin em 17/03/15 (150 leituras)

Mesmo após a declaração, no mês passado, do presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), Wagner Pinheiro de Oliveira, de que um concurso em pauta para temporários da estatal teria sido acordado com o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Campinas e Região (Sintect/CAS), e do órgão ter desmentido isso e feito um pedido de retratação à entidade, os Correios ainda não se manifestaram de maneira oficial sobre o caso. De acordo com um dos diretores do Sintec/CAS Fábio Xavier, “o que o presidente da ECT fez foi esclarecer, na imprensa, que o acordo havia sido feito com a federação dos trabalhadores da empresa, e como o sindicato de Campinas é filiado a este órgão, acreditava-se que ele tivesse acatado também. Nós, no entanto, somos contra essa forma de contratação”.

Devido à declaração, o Sintect/CAS pensa em até mesmo processar Wagner Pinheiro, conforme revelou outro diretor do sindicato Eduardo Rogério de Souza. Por isso, está marcada para a próxima terça-feira, dia 17, uma assembleia geral entre os sindicatos dos Correios para debater, entre outros pontos, a possibilidade desse processo ocorrer de fato. Nesse mesmo encontro será discutido ainda uma possível greve nacional, no dia 18, segundo Fábio Xavier. Na última terça-feira, dia 10, ocorreu uma assembleia na sede do Sintect/CAS. E entre os assuntos abordados no debate estava a CorreiosPar S/A. O sindicalista explica porque é contra essa entidade. “Nela, 51% das ações dos Correios serão privadas e 41%, públicas. Ou seja, com isso, a estatal será privatizada. Se isto ocorrer, os funcionários e a população serão prejudicados. Não poderemos deixar que isso aconteça”, revelou.

Temporários: edital deve sair até junho
Com grande carência de funcionários, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) quer reverter a situação, momentaneamente. Para tal, planeja a abertura, pela primeira vez, de um concurso para contratação temporária, que terá validade entre um e cinco anos. A seleção foi anunciada em 12 de fevereiro, pelo superintendente de Gestão de Pessoas da estatal, Afonso Oliveira de Almeida, em entrevista ao telejornal Bom Dia Brasil, da Rede Globo. “Nós vamos fazer um edital, de forma que a gente resolva esse problema de falta de pessoal em definitivo”, disse na ocasião.
Uma semana depois, em 19 de fevereiro, o presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira, revelou mais detalhes desse certame, em entrevista aos jornais O Dia e Brasil Econômico, dizendo que seria para contratação temporária, e ainda também divulgando qual seria a primeira região a ser abrangida nesse concurso: Campinas, local onde, desde o início do ano, mais de 2 milhões de cartas deixaram de ser entregues, devido à falta de pessoal. A Assessoria de Imprensa da ECT informou que, atualmente, “os Correios estão realizando levantamento de necessidade de pessoal, para a realização de concurso para contratações por prazo determinado. O edital deverá ser divulgado neste semestre. Ainda não há a definição do número de vagas, nem dos cargos”.

Embora as funções que serão englobadas ainda não tenham sido definidas, é quase certo que a maioria, ou até mesmo toda a oferta, seja para carteiro, cargo que exige nível médio. Poderão haver ainda ofertas, no 2º grau, para operador de triagem e atendente. Os rendimentos atuais dessas funções são de R$2.006,65 (para 27 dias de trabalho) ou R$1.893,50 (23 dias), incluindo benefícios, mas os salários dos carteiros pode chegar até a R$2.200, devido a outros adicionais.

Decisão judicial não impede abertura de concurso
Um dos pontos que adiam a realização de um novo concurso para efetivos da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), confirmado, inclusive, pelo presidente da estatal, Wagner Pinheiro de Oliveira, foi a decisão, em novembro de 2014, da juíza Audrey Choucair Vaz, da 15ª Vara do Trabalho de Brasília. Na ocasião, ela determinou a convocação dos aprovados do concurso da empresa de 2011 que ainda não haviam sido chamados, depois da constatação da magistrada de que terceirizados estavam ocupando funções de concursados. Na decisão da juíza, também ficou acordado que os Correios teriam de apresentar um estudo apontando a carência de efetivos em até seis meses, e também que, se o número de candidatos que faltam ser chamados não for suficiente para suprir o déficit, novos concursos teriam de ser abertos.
Os Correios questionaram a decisão e encaminharam ao Ministério Público do Trabalho (MPT) um embargo de declaração, questionando um ponto da decisão da magistrada, cujo conteúdo não foi revelado pela estatal. Atualmente, a empresa aguarda uma manifestação da juíza sobre esse embargo. Mas mesmo com essa ação em curso, nada impede que a estatal realize um novo concurso.
“Temos recebido muitas ligações de pessoas questionando se esse processo impede a abertura de um novo concurso pelos Correios. Não há nada no processo nesse sentido”, afirmou. Devido a esse imbróglio e para não comprometer ainda mais a necessidade de pessoal, os Correios decidiram realizar uma seleção para contratação de temporários, pelo prazo de um a cinco anos, cujos preparativos estão em andamento. O concurso para efetivos foi anunciado em 2012, com tendência de maior oferta para o nível médio, nos cargos de carteiro, atendente comercial e operador de transbordo. É possível que também haja oportunidades para o nível superior, em especialidades a serem definidas. Nesse caso, a remuneração é de R$4.962,05 ou de R$4.848,90, dependendo do número de dias trabalhados e já incluindo os auxílios.

Imprensa mostra queda na qualidade dos serviços

Não faz tanto tempo assim, coisa de uma década, no máximo, ainda era comum ouvir de muitos brasileiros a afirmação de que um dos poucos serviços públicos de qualidade no país eram aqueles prestados pelos Correios. Pois esta realidade, pelo visto, mudou, para pior. Nos principais jornais, sites e telejornais, passaram a ser frequentes, sobretudo nos últimos cinco anos, reportagens denunciando o atraso na entrega de correspondências – problema gerado, basicamente, pelo déficit de pessoal nos quadros da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, assim fundada em 20 de março de 1969, como empresa pública vinculada ao Ministério das Comunicações. Também nas rodas de conversa proliferam os relatos – na verdade, queixas – de pessoas que recebem com atrasos suas correspondências, inclusive, contas já vencidas.
O quadro de escassez de profissionais é verificado em praticamente todo o país. Contudo, em São Paulo, a situação parece ser um pouco mais grave. O atraso na entrega de cartas vem afetando grande parte da população do interior do estado. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Campinas, mais de dois milhõoes e meio de de correspondências deixaram de ser entregues desde o ínício do ano, nas cidades da região. Só no centro de triagem, em Valinhos, principal ponto de distribuição da área, estima-se que um milhão e 500 mil correspondências estejam paradas. “O último concurso aconteceu em 2011, e mesmo assim não teve a contratação necessária para suprir as vagas. Estamos fazendo duas horas-extras diárias e trabalhando aos sábados e domingos, mesmo assim não estamos dando conta de escoar todas as correspondências”, ressaltou José Ivaldo, do sindicato, estimando o déficit em cerca de 2 mil funcionários. Segundo ele, recentemente 450 profissionais terceirizados foram demitidos e os cargos não foram preenchidos – o que fez aumentar ainda mais o já grave quadro de escassez de mão-de-obra.

Federais : INSS: técnico do seguro social é ótima opção para os jovens
Enviado por admin em 19/02/15 (276 leituras)

Boa oportunidade também para jovens que buscam o primeiro emprego é o concurso para 4.730 vagas no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), pendente de autorização formal do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). É que uma das funções a serem oferecidas é a de técnico do seguro social, que exige apenas o nível médio e proporciona o bom rendimento de R$4.620,91, em se tratando de início de vida profissional.

O cargo, inclusive, é o que possui maior carência de pessoal na autarquia, e deverá contar com um bom número de contratações, além das 2 mil (número de vagas solicitadas pelo INSS) iniciais. Além de todos esses atrativos, o regime de contratação é o estatutário, garantindo a estabilidade empregatícia. A comprovação da escolaridade ocorrerá somente no ato da posse. Quem está cursando o último ano do ensino médio, portanto, pode estudar para a seleção, que possuirá em sua estrutura disciplinas básicas: Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Noções de Informática.
As demais matérias, consideradas mais específicas, demandarão mais esforços desses candidatos, que podem aproveitar o fato de estarem saindo do colégio e estarem com os conteúdos ‘frescos’ na mente, para saírem na frente dos concorrentes. Com o desejo de construir carreira ou de aproveitar o bom salário para custear projetos futuros, fato é que a seleção representa boa chance para quem desejar entrar no mercado de trabalho com o pé direito.
Para que o concurso seja aberto, com edital publicado e as provas marcadas, é necessária a autorização do Ministério do Planejamento. Para que o processo tenha novos avanços, é necessário, porém, a aprovação do Orçamento da União deste ano, conforme o próprio Planejamento informou. Após a aprovação, inclusive, a presidente do INSS, Elisete Berchiol, irá cobrar o concurso à pasta. Além das 2 mil vagas de técnico, o INSS solicita 1.580 de analista do seguro social, de nível superior, com rendimento de R$7.504,45, e 1.150 de perito médico, para graduados em Medicina com remuneração de R$10.559,64.


Concurso inevitável – O governo federal tem sido pressionado a autorizar imediatamente o concurso. É que o INSS luta contra a carência de pessoal e as iminentes aposentadorias, com 10.106 servidores nessas condições, e, além disso, o Tribunal de Contas da União (TCU) fez uma auditoria recentemente, afirmando que se o concurso não ocorrer, a autarquia entra em colapso. Deputados federais também se comprometeram a lutar pelo concurso no Congresso Nacional, como é o caso de Chico Alencar (Psol).

Federais : BR Distribuidora: total de 122,7 mil inscritos no concurso. Provas em março
Enviado por admin em 04/02/15 (352 leituras)

O concurso da BR Distribuidora para 47 vagas e formação de cadastro com até 2.608 aprovados registrou um total de 122.749 inscritos. O quantitativo foi informado nesta quinta-feira, dia 22, pela Assessoria de Imprensa da empresa, que é uma subsidiária da Petrobrás. Até o momento, no entanto, não foi passada a distribuição dos inscritos por cargo e polo de trabalho. As provas objetivas da seleção estão previstas para 8 de março, em 34 cidades. O acesso ao cartão de confirmação de inscrição, que precisará ser levado no dia do exame, deverá ser liberado no dia 4 do mesmo mês. A disputa é por cargos dos níveis médio, médio/técnico e superior, com remunerações iniciais de até R$8.866,74.

O concurso conta com chances distribuídas por 24 estados, havendo ainda oportunidades todas em cargos de nível superior, para lotação em qualquer cidade onde a subsidiária da Petrobrás possua instalações (polo de trabalho Nacional). Além das provas objetivas para todos os cargos, haverá prova discursiva apenas para profissional júnior – formação Direito (também em 8 de março). Apenas para técnico de operação, a seleção prevê ainda teste físico, nos dias 25 e 26 de abril. O resultado final do concurso está programado para 12 de maio e terá validade de um ano, podendo dobrar.

Serviço
Cartão: www.cesgranrio.org.br

Federais : Previsão é de muitas admissões, afirma diretor de Gestão de Pessoas
Enviado por admin em 16/01/15 (278 leituras)

Quem estuda para o concurso de escriturário do Banco do Brasil (BB) pode aguardar um bom número de contratações. É que, segundo o diretor de Gestão de Pessoas do BB, Carlos Alberto Araújo Netto, há uma alta rotatividade de funcionários, além das constantes aposentadorias, e a reposição tem de ser imediata. "Quando há uma saída, precisamos repor rapidamente nossos quadros. Temos feito um trabalho de contratação de em torno de 3 mil funcionários por ano", destacou. Ainda de acordo com ele, os interessados, com nível médio, pelo menos, já devem estar se preparando, visando à melhor classificação possível e aumentando as chances de contratação. "O concurseiro deve sempre ter em mente que passar dentro do quantitativo previsto para cadastro no edital é um bom sinal. Mas ele precisa se dedicar muito aos estudos para obter uma boa classificação na sua região e, dessa forma, aumentar suas chances de ser empossado mais rapidamente", orientou.

O BB tem um concurso com inscrições abertas (veja AQUI) e uma nova seleção, que contemplará Rio de Janeiro, Amazonas (parte do estado), Espírito Santo, Minas Gerais (parte do estado), Rio Grande do Sul e Santa Catarina (parte do estado), próxima de ocorrer: o edital deverá ser publicado em meados de abril, com as provas ocorrendo em julho ou agosto, de forma que até o início de setembro o BB já tenha homologado o resultado final. A Fundação Cesgranrio já está confirmada como organizadora. O objetivo da seleção é ter um novo cadastro de reserva antes do término da validade da seleção anterior para esses estados, que se encerra em 26 de setembro. A estrutura do concurso (70 questões objetivas, além de uma redação) já está definida e seguirá o mesmo critério da seleção que foi aberta, em dezembro, para outros estados. A prova objetiva terá 25 questões de Conhecimentos Básicos - com cinco de Atualidades do Mercado Financeiro, dez de Língua Portuguesa e dez de Raciocínio Lógico-Matemático - e 45 de Conhecimentos Específicos - com cinco de Cultura Organizacional, cinco de Domínio Produtivo da Informática, cinco de Inglês, dez de Atendimento, dez de Técnicas de Vendas e dez de Conhecimentos Bancários. Já a redação será do tipo dissertativo-argumentativo e terá entre 25 e 30 linhas.

Remuneração e benefícios - O cargo de escriturário proporciona rendimento de R$3.134,78, composto por vencimento de R$2.227,26, cesta-alimentação de R$397,56 e vale-refeição de R$509,96. O banco oferece ainda a possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional e participação nos lucros ou resultados do BB, o que proporciona ao servidor a constante valorização de seu trabalho e a manutenção da motivação. A carreira de escriturário é o primeiro degrau do banco. Com o tempo de serviço, o funcionário poderá galgar outros postos, podendo ocupar, em pouco tempo, cargos gerenciais e de supervisão, por exemplo. O BB oferece também vale-transporte, auxílio-creche, auxílio a filho com deficiência, plano odontológico, assistência médica (planos de saúde) e previdência privada.

Federais : Anasps também está otimista quanto ao concurso do INSS
Enviado por admin em 16/01/15 (268 leituras)

A Associação Nacional dos Servidores da Previdência Social (Anasps) está otimista quanto ao concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A instituição acredita que a autorização será facilitada pela posse de Elisete Berchiol da Silva Iwai na presidência da autarquia e de Carlos Eduardo Gabas no Ministério da Previdência Social. O pedido ao Ministério do Planejamento é de 4.730 vagas. Segundo o presidente da Anasps, Alexandre Lisboa, Elisete demonstrou atenção aos interesses da associação, inclusive, ao concurso. "A presidente recebeu nossas propostas e se mostrou disposta a colocá-las em prática. Uma delas foi a questão do concurso. Elisete afirmou que espera a aprovação do orçamento da União de 2015 para cobrar a autorização ao Planejamento, e estamos na expectativa disso", afirmou.

Concurso do INSSO fato de Elisete e Gabas serem concursados e terem atuado por muitos anos no INSS ajuda no otimismo. É que ambos conhecem os problemas do instituto e sabem da necessidade de repor pessoal. Sobre Gabas, a Anasps demonstra em seu site que "a escolha foi uma solução técnica e a Presidente Dilma Rousseff merece os cumprimentos da associação por isso". Ainda segundo nota da associação, "Gabas, na sua trajetória, conhece a Previdência como ninguém. O desafio é grande para o INSS e para a Previdência, e certamente não lhe faltará o apoio da Presidente Dilma."

As declarações podem, portanto, animar que sonha com uma vaga no INSS, tendo em vista que o concurso é inevitável, assim como o ex-ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, e o ex-presidente do INSS, Lindolfo Neto de Oliveira Sales, já o consideravam. A expectativa é que neste semestre seja dado o sinal verde, já que há a necessidade de autorizar logo o concurso, para que não haja defasagem em relação à carência de pessoal mapeada pelo INSS e enviada ao Planejamento como justificativa do pedido.

O INSS pede 2 mil vagas de técnico do seguro social, para quem tem o nível médio, 1.580 de analista do seguro social, de nível superior, e 1.150 de perito médico, para graduados em Medicina. Os rendimentos iniciais são de R$4.620,91 para o técnico, R$7.504,45 para o analista e de R$10.559,64 para o perito, com o reajuste de 5% já aplicado. O pedido ainda encontra-se no Ministério da Previdência Social, por conta do pedido de alteração da estrutura regimental, solicitada junto ao concurso, no mesmo processo.

Estudos em dia - Quem sonha com uma vaga no INSS não pode desanimar. É necessário aproveitar o tempo que falta até a abertura da seleção para adiantar os estudos. O último concurso da autarquia, em 2011, para técnico, cargo que destaca-se, serve como base na preparação. Na ocasião, houve somente prova objetiva, composta por 60 questões, sendo 20 sobre Conhecimentos Gerais (Ética no Serviço Público, Regime Jurídico Único, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Noções de Informática) e 40 sobre Conhecimentos Específicos. A organizadora foi a Fundação Carlos Chagas (FCC).

Federais : Correios: empresa pediu esclarecimento de decisão que a obriga a convocar aprovados de 2011
Enviado por admin em 08/01/15 (323 leituras)

A 15ª Vara do Trabalho de Brasília retificou a informação sobre o recurso dos Correios no âmbito da ação que questiona a não convocação dos aprovados no concurso de 2011 da estatal para carteiro, atendente comercial e operador de triagem e transbordo. Como noticiou informações da vara trabalhista davam conta do recebimento do recurso da empresa contra a decisão que a obrigou a convocar os concursados da sua última seleção. No entanto, conforme a correção feita, o pedido foi de esclarecimento da decisão proferida pela juíza Audrey Choucair Vaz, responsável pelo caso, o que é feito por meio de embargo de declaração. Somente após o julgamento do embargo é que os Correios deverão buscar a modificação da sentença, o que precisará ser requerido até o dia 23 do mês que vem.

A apresentação de recurso contra a decisão chegou inclusive a constar no andamento do processo, que pode ser acompanhado no site do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT10). Segundo foi explicado, isso ocorreu devido à existência de outro processo com o mesmo número, porém, de ano diferente. O andamento processual já foi corrigido. Em despacho disponibilizado no site do TRT10 nesta sexta-feira, dia 19, a juíza Audrey Choucair esclarece que a sentença por ela proferida não impediu os Correios, por ora, de contratarem trabalhadores terceirizados.

Com base na constatação do uso de terceirizados em tarefas que deveriam ser desempenhadas por concursados, a magistrada determinou, no mês passado, que a empresa apresente, em um prazo de seis meses, um estudo sobre a quantidade de trabalhadores efetivos necessária e convoque aprovados do concurso de 2011 até esse limite. Caso isso não seja possível, as contratações deverão ser realizadas por meio de novos concursos.

Esse último ponto, caso a decisão perdure, poderá tornar obrigatória a abertura do concurso que segundo afirmou à FOLHA DIRIGIDA o presidente da estatal, Wagner Pinheiro, “muito provavelmente” será realizado no segundo semestre de 2015. Isso dependerá da demanda detectada no estudo a ser realizado e da quantidade de aprovados de 2011 que ainda aguardam convocação. A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), aponta uma demanda total, incluindo a necessidade de substituição de cerca de 30 mil terceirizados irregulares, de 70 mil trabalhadores, sendo pelo menos 35 mil carteiros. A federação cobra a abertura imediata da seleção, o que para o presidente da estatal é inviável.

Novo concurso – Wagner Pinheiro afirmou que a tendência é que a nova seleção abranja todos os cargos da empresa, com prioridade para a área operacional, com os cargos de carteiro, operador de triagem e atendente comercial, que têm como requisito o ensino médio completo e proporcionam ganhos iniciais de R$2.006,65 (27 dias de trabalho) ou R$1.893,50 (23 dias), incluindo benefícios.

Para carteiro, a remuneração média pode chegar a cerca de R$2.200, considerando-se também outros adicionais. As oportunidades em cargos de nível superior deverão estar distribuídas por diferentes especialidades. Nesse caso, a remuneração inicial é de R$4.962,05 ou R$4.848,90, dependendo do número de dias trabalhados e incluindo os auxílios.

A nova seleção dos Correios foi anunciada em 2012, mas até o momento não teve o edital divulgado, muito em função do processo judicial em curso, conforme admitiu o presidente da estatal. Este ano, a empresa chegou a sugerir, a abertura de seleção para a contratação temporária de trabalhadores. De acordo com os Correios, porém, a questão ainda será discutida com seus funcionários.

Federais : Órgão confirma data das provas de agente e divulga horário
Enviado por admin em 10/12/14 (264 leituras)

A Polícia Federal (PF) confirmou para o dia 21 deste mês a realização das provas objetivas e discursivas do concurso para 600 vagas de agente. Os exames, que serão aplicados em todas as capitais, terão início às 14h, no horário de Brasília, e duração de cinco horas. A partir da próxima segunda-feira, dia 15, os candidatos poderão consultar, no site do Cespe/UnB, o local onde farão as provas. Na mesma data, deverá ser divulgado o número de inscritos na seleção, que já conta com 20.264 candidatos confirmados por terem seus pedidos de isenção da taxa atendidos.

Até esta terça, 9, serão recebidos, também no site do organizador, os pedidos de alteração de opção para concorrer à cota para negros. As solicitações recebidas nos dias 25 e 26 do mesmo passado foram desconsideradas. O Cespe/UnB não informou o motivo.

As provas objetivas serão compostas por 120 itens, distribuídos entre Língua Portuguesa, Atualidades, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, de Administração, de Contabilidade, de Economia e de Direito (Penal, Processual Penal, Administrativo e Constitucional), além de Legislação Especial. Os candidatos terão que classificar cada um deles como Certo (C) ou Errado (E), sendo atribuído um ponto positivo a cada acerto, um ponto negativo a cada erro e zero ponto caso não haja marcação ou haja marcação dupla.

Na discursiva, os candidatos terão que elaborar um texto dissertativo com, no máximo, 30 linhas, com base no tema proposto. Para ser aprovado nas provas escritas será necessário obter pelo menos 48 dos 120 pontos das objetivas e, no mínimo, 6,5 pontos dos 13 da discursiva (50%). Somente serão corrigidas as discursivas dos classificados no exame objetivo até a 1.350ª colocação para as vagas de ampla concorrência, 90ª colocação entre candidatos com deficiência e 360ª colocação no caso dos que concorrerem às vagas da cota para negros. Os habilitados passarão ainda por avaliações física, médica e psicológica, além de investigação social e curso de formação.
A seleção ficou suspensa por cerca de um mês, em função de liminar concedida pela Justiça determinando a adaptação dos testes físicos e do curso de formação às necessidades dos candidatos com deficiência. A liminar foi derrubada pela Advocacia Geral da União (AGU), mas o caso segue na Justiça. Para deficientes, são reservadas 30 vagas, conforme a legislação. Há ainda 120 vagas destinadas a negros. A oportunidade é para lotação preferencialmente nas fronteiras.

Serviço
Locais de prova: www.cespe.unb.br

Federais : INSS: aposentadorias reforçam necessidade de novo concurso
Enviado por admin em 10/12/14 (412 leituras)

Com 10.106 servidores podendo se aposentar e correndo o risco de chegar a 2017 com 18.420 funcionários nessas condições, a abertura de concurso para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), cujo pedido de concurso para 4.730 vagas tramita no Ministério do Planejamento, é vista como inevitável, na visão de especialistas na área previdenciária.

O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, o presidente do INSS, Lindolfo Neto de Oliveira Sales, e o diretor de gestão de pessoas da autarquia, José Nunes Filho, afirmaram, recentemente que o concurso será realizado em breve e apontaram o alto número de aposentadorias previstas como principal causa. Somado a isso, há uma recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU) para que o governo contrate novos servidores para o INSS, a fim de suprir as necessidades geradas por essas aposentadorias.

Os números da carência mapeada pelo INSS foram enviados como anexo à solicitação de 4.730 vagas ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), sendo 2 mil para técnico do seguro social (nível médio; R$4.400,87), 1.580 de analista do seguro social (nível superior; R$7.147,12) e 1.150 de perito médico (nível superior em Medicina; R$10.056,80). O processo relativo ao pedido de concurso teve avanços significativos no final do mês passado, passando por diversos setores do Ministério do Planejamento, o que demonstra a preocupação da pasta em dar a autorização o mais rápido possível. A expectativa é de que a seleção seja autorizada assim que for aprovado o orçamento da União de 2015, que deverá ser votado nas próximas semanas pelo Congresso Nacional. O cargo de técnico é o que tem maior carência. Dados do próprio instituto informam que dos 10.106 servidores em condições de aposentadoria, 6.330 são técnicos, 14 são analistas, 342 são peritos e 3.420 são de cargos em processo de extinção (1.024 agentes de serviços diversos e 705 datilógrafos).
Com a confirmação do concurso por parte de dirigentes do INSS e dos avanços na análise do pedido de concurso por parte do Ministério do Planejanento, os interessados em conquistar uma vaga devem manter os estudos em dia, de forma a estarem bem preparados quando o edital for divulgado. A última seleção para técnico e perito, em 2011, organizada pela Fundação Carlos Chagas (FCC), é o melhor guia para quem sonha com um deses cargos na autarquia. Na ocasião, foram cobradas 60 questões no caso da função de nível médio, sendo 20 sobre Conhecimentos Gerais (Ética no Serviço Público, Regime Jurídico Único, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Noções de Informática) e 40 sobre Conhecimentos Específicos. Já os candidatos a perito responderam a 80 questões, sendo 30 sobre Conhecimentos Gerais (Português, Ética no Serviço Público, Noções de Direito Constitucional e Noções de Direito Administrativo) e 50 específicas. O analista, por sua vez, teve o último concurso organizado pela FunRio, no ano passado, e finalizado este ano. A seleção ocorreu por meio de prova objetiva, com 70 questões, sobre diferentes disciplinas de acordo com a área pretendida.

« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 11 »
LOJA VIRTUAL - PAGSEGURO
Baixe o Aplicativo
Cursos Kids
Login no Site
Pesquisa no Site
Notícias e Concursos
Junho 2019
S T Q Q S S D
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Enquete
Qual a sua área de interesse nos concursos?
Colégios do Ensino Fundamental 16 % 16%
Escolas Técnicas 11 % 11%
Marinha 21 % 21%
Exército 17 % 17%
Aeronáutica 18 % 18%
Vestibulares 2 % 2%
Concursos Públicos 12 % 12%
Visitantes Online
1 visitantes online (1 na seção: Notícias sobre Concursos)

Usuários: 0
Visitantes: 1

mais...
Cape Cursos Preparatórios © 2006-2015 - Todos os direitos reservados - Rua Estância 25 - 2º Andar - Realengo - RJ - Cep: 21715-440
Início Cape Cursos Preparatórios Cursos Preparatórios Preços dos Cursos Preparatório - 5º Ano Apostilas Preparatórias Simulados Online Notícias Concursos Concursos Galeria de Fotos Localização Contato Plataforma Digital Área do Aluno Inscreva-se no Canal!