Plataforma EAD
Menu
Siga-nos
Indique o Site
Destaques no Site
RSS

Notícias sobre o concurso para a Polícia Militar do Rio de Janeiro.
« 1 2 (3) 4 5 6 ... 8 »
Polícia Militar : Soldado da PM-RJ: deputado ainda aguarda explicações do comandante
Enviado por admin em 22/11/13 (410 leituras)

O deputado estadual Wagner Montes (PSD) continua no aguardo das respostas de um ofício encaminhado no último dia 7, ao comandante-geral da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ), coronel José Luís Castro Menezes. O intuito é obter informações sobre a demora na divulgação do cronograma do novo concurso para 6 mil vagas de soldado (cujo edital já foi divulgado), além da convocação dos aprovados da última seleção.

O parlamentar acredita que o comandante da PM responda às perguntas do documento em curto espaço de tempo, mas caso isso não aconteça, ele encaminhará um outro ofício ao coronel José Luís Castro Menezes. Apesar da evidente necessidade de novos policiais militares nas ruas, principalmente em virtude do aumento dos índices de violência no estado, as inscrições do concurso não serão abertas por enquanto. Procurados pela FOLHA DIRIGIDA, o Centro de Recrutamento e Seleção de Praças e a Assessoria de Imprensa da corporação informaram que não há previsão para divulgação do cronograma.

De acordo com o edital do concurso, para concorrer ao cargo de soldado é preciso ter o nível médio ou concluí-lo até a data prevista para a pesquisa social. Além de possuir carteira de habilitação, no mínimo na categoria “B”. A comprovação desses requisitos ocorrerá na fase de entrega dos documentos. Também são requisitos a altura mínima de 1,60m, para mulheres, e de 1,65m, para homens, além de idade entre 18 (na matrícula) e 30 anos (até o fim do período de inscrição). O salário é de R$2.382,89, porém a remuneração inicial pode ultrapassar R$5 mil, pois são pagas gratificações a quem faz curso de qualificação (R$350) e trabalha em Unidade de Polícia Pacificadora (R$750). Os soldados que se voluntariam para trabalhar na folga, no sistema RAS (Regime Adicional de Serviço), recebem R$150 por oito horas/dia e R$225 por 12 horas/dia. São permitidos até oito RAS por mês. As inscrições serão realizadas no site da Exatus, em período a ser definido. A taxa será de R$100, e a isenção poderá ser solicitada pelos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e integrantes de família de baixa renda.

O concurso constará de sete etapas, com a organizadora sendo responsável pelos exames intelectual (prova objetiva e redação), médico e psicológico. A prova objetiva será composta por 40 questões, distribuídas pelas disciplinas de Português (dez), História, Geografia, Sociologia, Informática, Legislação de Trânsito e Direitos Humanos (com cinco questões cada). Também será aplicada uma Redação, que deverá ter entre 20 e 30 linhas. As demais fases (exames antropométrico, físico, toxicológico e investigação social e documental) ficarão a cargo da corporação.

Polícia Militar : Soldado: deputado cobrará explicações do comandante
Enviado por admin em 05/11/13 (362 leituras)

O deputado estadual Wagner Montes (PSD) informou na última sexta-feira, dia 1º, que encaminhará nos próximos dias um ofício para o comandante-geral da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ), coronel José Luís Castro Menezes, para obter informações sobre a demora na abertura das inscrições do novo concurso para 6 mil vagas de soldado (cujo edital já foi divulgado), além da convocação dos aprovados da última seleção.

Apesar de a PM-RJ ter divulgado há três meses o edital de um novo concurso para soldado, até o momento as inscrições não foram abertas, o que está gerando grande descontentamento por parte dos futuros candidatos, que estão sem informações concretas a respeito da seleção. “A intenção deste ofício é informar à população sobre o andamento das convocações da seleção realizada em 2010, pois o direito dos candidatos deve ser garantido e respeitado. E obter uma previsão de quando as inscrições serão abertas do próximo concurso”, afirmou.

O parlamentar acredita que o governo precisa resolver com urgência as situações dos concursos para contar com mais soldados no combate à violência e, também, para garantir a segurança dos grandes eventos, entre eles a Copa do Mundo já no próximo ano. “A PM-RJ precisa reforçar o efetivo, pois a meta do estado é chegar a 2016 com 60 mil PMs, ou seja, 16 mil a mais do que o efetivo atual”, enfatizou.

Segundo o parlamentar, já foi cogitado que um dos possíveis entraves à definição do cronograma do novo concurso seria a convocação dos aprovados na seleção de 2010, em especial um grupo de mulheres. “Para eliminar dúvidas, o mais adequado teria sido não ter publicado o edital do novo concurso até que todos os aprovados do anterior fossem convocados”, explicou Wagner Montes, que quer saber quantos aprovados ainda precisam ser chamados para que o certame de 2010 possa ser efetivamente homologado.

Para o deputado, a demora na abertura do novo concurso demonstra falta de planejamento adequado na instituição. “O número de vagas do novo concurso deveria ser estabelecido somente após o ingresso dos aprovados no anterior. Sendo assim, se saberia melhor o déficit no efetivo. Embora seja importante frisar, que a publicação do edital não tornou sem efeito a convocação dos aprovados de 2010”, disse.

A morosidade na abertura do concurso tem atrapalhado a vida dos futuros candidatos, principalmente aqueles que estão próximos de completar o limite de idade, 30 anos, até o fim do período de inscrição, além dos que aguardam pelas novas convocações do anterior.

O parlamentar está otimista que o comandante da PM responda o ofício em curto espaço de tempo, mas caso isso não aconteça, ele encaminhará um requerimento de informações ao coronel José Luís Castro Menezes. Por meio deste instrumento, o comandante será obrigado a responder as perguntas feitas em um prazo de 30 dias.

Entenda polêmica sobre o novo concurso

A Exatus, organizadora do concurso, chegou a informar, em outubro, que já existia um calendário previsto, mas que dependia ainda da aprovação da PM-RJ para ser divulgado. A corporação, no entanto, não confirmou a informação e não soube precisar uma data para a sua divulgação.

Embora a PM-RJ não dê detalhes sobre o atraso, segundo fonte ligada à corporação, o impasse na divulgação do cronograma do novo concurso está atrelado ao término das convocações de todos os aprovados da seleção de 2010.

O edital do concurso de 2010 estabelecia que o prazo de validade seria de dois anos, prorrogável por igual período. No entanto, isso foi alterado pelo Decreto nº 43.876, de 8 de outubro de 2012, que estabeleceu que a PM não pode realizar novo concurso sem antes convocar todos os aprovados, dentro da validade, da seleção anterior.

Além disso, o decreto estabelece que o prazo de validade do concurso será contado a partir da homologação do resultado final. No entanto, como a PM-RJ ainda está com as convocações em andamento, não há como homologar a seleção, o que impede que as inscrições do novo concurso sejam abertas.

De acordo com o Centro de Recrutamento e Seleção de Praças da PM-RJ, até o momento, foram realizadas 24 convocações, sendo chamados todos os aprovados homens, até o número 24.381, além de 3.945 mulheres. No entanto, somente após a posse do último convocado (muitos estão passando por etapas de seleção, tais como exames médicos, pesquisa social e outros), a seleção de 2010 poderá ser homologada.

Outra situação que precisa ser solucionada pela corporação é a questão das 6.500 candidatas aprovadas que aguardam serem chamadas para outras etapas do concurso de 2010. No entanto, até o momento, nenhuma chamada foi aberta para solucionar o caso.

Segundo fonte da PM-RJ, caso não convoque essas 6.500 aprovadas, a corporação só pode abrir o concurso com vagas para homens, o que foi cogitado inicialmente no início do ano pelo CRSP, mas descartado pelo Comando Geral. Das 13 mil vagas abertas no concurso de 2010 (inicialmente o edital trazia 3.600 vagas, mas outras 9.400 foram autorizadas durante as etapas de seleção), 11.500 vagas foram destinadas a homens e 1.500 a mulheres.

Novo concurso é para 6 mil vagas

Pelo edital divulgado no 22 de julho , a PM-RJ planeja preencher 6 mil vagas de soldado, 600 delas por mulheres, e incluirá cotas para negros e índios, conforme a lei estadual. Para a função, além do nível médio, é preciso possuir carteira de habilitação, no mínimo na categoria “B”. A comprovação desses requisitos ocorrerá na fase de entrega dos documentos. Também são requisitos a altura mínima de 1,60m, para mulheres, e de 1,65m, para homens, além de idade entre 18 (na matrícula) e 30 anos (até o fim do período de inscrição).

O salário é de R$2.382,89, porém a remuneração inicial pode ultrapassar R$5 mil, pois são pagas gratificações a quem faz curso de qualificação (R$350) e trabalha em Unidade de Polícia Pacificadora (R$750). Os soldados que se voluntariam para trabalhar na folga, no sistema RAS (Regime Adicional de Serviço), recebem R$150 por oito horas/dia e R$225 por 12 horas/dia. São permitidos até oito RAS por mês. Os selecionados terão direito a benefícios como assistência médico-hospitalar (inclusive para os dependentes), alimentação, fardamento, entre outros.

O concurso constará de sete etapas, com a organizadora sendo responsável pelos exames intelectual (prova objetiva e redação), médico e psicológico. O exame intelectual terá duração de cinco horas. A prova objetiva será composta por 40 questões, distribuídas pelas disciplinas de Português (dez), História, Geografia, Sociologia, Informática, Legislação de Trânsito e Direitos Humanos (com cinco questões cada). Também será aplicada uma Redação, que deverá ter entre 20 e 30 linhas. Só serão corrigidos os textos de até cinco vezes número de vagas oferecidas. As demais fases (exames antropométrico, físico, toxicológico e investigação social e documental) ficarão a cargo da corporação.

Polícia Militar : Prazo segue indefinido, para angústia de candidatos
Enviado por admin em 28/10/13 (450 leituras)

Apesar da evidente necessidade de reforçar o efetivo, principalmente para garantir a segurança nos grandes eventos, além de apoiar o processo de pacificação, as inscrições do concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro não serão abertas por enquanto. Procurados, o Centro de Recrutamento e Seleção de Praças e a Assessoria de Imprensa da corporação informaram que não há previsão para divulgação do cronograma, embora o edital já tenha sido publicado. A notícia somente aumenta a angústia dos interessados em participar da seleção, que segue confirmada. Já foi cogitado que um dos possíveis entraves à definição das datas seria a convocação das aprovadas na seleção de 2010, porém nenhuma chamada foi aberta para dar prosseguimento ao novo concurso.

De acordo com o comando-geral da PM-RJ, a situação do último concurso seria discutida com o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, porém nada foi informado pela Assessoria de Imprensa da secretaria. A Exatus, organizadora do concurso, chegou a informar, em meados deste mês de outubro, que já existe um cronograma, mas que dependia ainda da aprovação da PM-RJ para ser divulgado. Enquanto o cronograma não sai, este é o momento para quem está interessado em participar da seleção intensificar o preparatório, visto que, além do exame intelectual, os interessados precisam manter um bom condicionamento físico.

O salário inicial do soldado é de R$2.382,89. Também são pagas gratificações a quem faz curso de qualificação (R$350) e trabalha em Unidade de Polícia Pacificadora (R$750). Os praças que se voluntariam para trabalhar na folga, no sistema RAS (Regime Adicional de Serviço), recebem R$150 por oito horas/dia e R$225 por 12 horas/dia. São permitidos até oito RAS por mês.

Polícia Militar : Corporação ainda não sabe quando divulga datas do concurso
Enviado por admin em 25/10/13 (368 leituras)

Embora o Departamento Jurídico da organizadora Exatus tenha informado que está pronto o cronograma do concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ), ainda não há previsão para sua divulgação, informou na última terça-feira, dia 22, a Assessoria de Imprensa da corporação. O setor não esclareceu os motivos da demora na abertura das inscrições, embora o edital tenha sido publicado há mais de três meses. Enquanto o calendário não é publicado, os interessados em participar do concurso devem intensificar os estudos, já que a concorrência promete ser grande. A PM vai oferecer 6 mil vagas, 600 delas para as mulheres. No último concurso, realizado em 2010, a PM alterou o conteúdo programático, em busca de um soldado com um perfil mais “humano”, incluindo no programa disciplinas como Sociologia e retirando Matemática.

Polícia Militar : Publicado contrato com a Exatus! Calendário sairá em breve
Enviado por admin em 10/10/13 (508 leituras)

Mais um passo decisivo rumo à abertura do concurso para 6 mil soldados da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ): 40 dias após a confirmação da AVR Assessoria Técnica Ltda. (Exatus Concursos) como organizadora, o contrato, finalmente, foi assinado. A assinatura ocorreu no último dia 2, e o extrato do contrato foi publicado na última segunda-feira, dia 7, no Diário Oficial do Estado. A expectativa é que o cronograma, com o prazo de inscrição e datas das provas, seja divulgado em curto espaço de tempo. O concurso também será aberto às mulheres, que terão 600 vagas, e incluirá cotas para negros e índios. O edital já foi publicado, mas sem o cronograma.
Remuneração variável - O salário inicial do soldado é de R$2.382,89, porém a remuneração pode ultrapassar R$5 mil, pois são pagas gratificações a quem faz curso de qualificação (R$350) e trabalha em Unidade de Polícia Pacificadora (R$750). Os soldados que se voluntariam para trabalhar na folga, no sistema RAS (Regime Adicional de Serviço), recebem R$150 por oito horas/dia e R$225 por 12 horas/dia. São permitidos até oito RAS por mês. Os selecionados terão direito à assistência médico-hospitalar (inclusive para os dependentes), alimentação, fardamento e promoção, entre outros benefícios.

De acordo com o edital, para ser soldado, além do nível médio, é preciso possuir carteira de habilitação, no mínimo na categoria “B”. A comprovação desses requisitos ocorrerá na fase de entrega dos documentos. Também são requisitos do cargo a altura mínima de 1,60m, para mulheres, e de 1,65m, para homens, além de idade entre 18 (na matrícula) e 30 anos (até o fim do período de inscrição). As inscrições serão realizadas no site da organizadora, em período a ser definido. Quem não tiver acesso à internet poderá utilizar os computadores disponíveis no Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP), das 9h às 17h. A taxa será de R$100, e a isenção poderá ser solicitada pelos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), integrantes de família de baixa renda.

O concurso constará de sete etapas, com a organizadora sendo responsável pelos exames intelectual (prova objetiva e redação), médico e psicológico. O exame intelectual terá duração de cinco horas e constará de 40 questões, distribuídas por Português (dez), História, Geografia, Sociologia, Informática, Legislação de Trânsito e Direitos Humanos (cinco questões cada). Também haverá redação, de 20 a 30 linhas. Só serão corrigidos os textos dos classificados em até cinco vezes o número de vagas. As demais fases (exames antropométrico, físico, toxicológico e investigação social e documental) ficarão a cargo da própria corporação.

Polícia Militar : Contrato com organizadora será assinado até esta sexta, dia 4
Enviado por admin em 01/10/13 (623 leituras)

A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) deverá assinar até esta sexta-feira, dia 4, o contrato que oficializa a AVR Assessoria Técnica Ltda (Exatus Concursos) como organizadora do concurso para soldado. Segundo o Departamento Jurídico da Exatus, a reunião que aconteceria na última quinta-feira, dia 26, foi adiada para esta quarta-feira, dia 2. A expectativa é de que o cronograma da seleção comece a ser discutido, de forma que possa ser divulgado em meados deste mês de outubro. A PM oferece 6 mil vagas de soldado, 600 delas para mulheres, e inclui cotas para negros e índios.
O salário inicial do soldado é de R$2.382,89, porém a remuneração pode ultrapassar R$5 mil, pois são pagas gratificações a quem faz curso de qualificação (R$350) e trabalha em Unidade de Polícia Pacificadora (R$750). Os soldados que se voluntariam para trabalhar na folga, no sistema RAS (Regime Adicional de Serviço), recebem R$150 por oito horas/dia e R$225 por 12 horas/dia. São permitidos até oito RAS por mês. Os selecionados terão direito a assistência médico-hospitalar (inclusive para os dependentes), alimentação, fardamento e promoção, entre outros benefícios.
De acordo com o edital do concurso (já divulgado), para ser soldado, além do nível médio, é preciso possuir carteira de habilitação, no mínimo na categoria “B”. A comprovação desses requisitos ocorrerá na fase de entrega dos documentos. Também são requisitos do cargo a altura mínima de 1,60m, para mulheres, e de 1,65m, para homens, além de idade entre 18 (na matrícula) e 30 anos (até o fim do período de inscrição).
As inscrições serão realizadas no site da organizadora, em período a ser definido. Quem não tiver acesso à internet poderá utilizar os computadores disponíveis no Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP), entre 9h e 17h.
A taxa de inscrição será de R$100, e a isenção poderá ser solicitada pelos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) integrantes de família de baixa renda. O concurso constará de sete etapas, com a organizadora sendo responsável pelos exames intelectual (prova objetiva e redação), médico e psicológico. O exame intelectual terá duração de cinco horas e será aplicado no Estado do Rio de Janeiro. A prova objetiva será composta por 40 questões, distribuídas pelas disciplinas de Português (dez), História, Geografia, Sociologia, Informática, Legislação de Trânsito e Direitos Humanos (com cinco questões cada).
Também será aplicada uma Redação, que deverá ter entre 20 e 30 linhas. Só serão corrigidos os textos de até cinco vezes número de vagas oferecidas. Serão considerados aprovados na primeira etapa os candidatos que alcançarem o mínimo 50% de acertos em Português e de 40% nas demais disciplinas da prova objetiva, além de 50% na redação. As demais fases (exames antropométrico, físico, toxicológico e investigação social e documental) ficarão a cargo da própria corporação.
concurso da polícia militar rj, concurso de soldado da pm, cronograma do concurso, cursinho soldado pm, curso preparatório para soldado da pm, cursos preparatórios, edital e inscrição soldado da pm, exatus concursos, pmerj, preparatório na zona oeste do rj, preparatório pmerj

Polícia Militar : Contrato já está com a organizadora! 6 mil vagas
Enviado por admin em 29/09/13 (582 leituras)

Falta pouco para a assinatura do contrato entre a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) e a organizadora do seu concurso, a AVR Assessoria Técnica Ltda. (Exatus Concursos): o pregão eletrônico já foi homologado, e a formalização deverá ocorrer nos próximos dias, segundo o Departamento Jurídico da vencedora. A PM vai oferecer 6 mil vagas de soldado, 600 delas para mulheres. Ainda de acordo com o Jurídico, a publicação do cronograma da seleção depende dessa formalidade. Porém, o comandante-geral da PM-RJ, coronel José Luís Castro Menezes, informou à imprensa que a realização do concurso depende da convocação das aprovadas na seleção de 2010.

De acordo com o Centro de Recrutamento e Seleção de Praças da PM-RJ, as chamadas foram paralisadas na 24ª, sendo convocados todos os aprovados homens, até o número 24.381, e a última convocada e classificada a de número 3.945. Ainda não há previsão para a retomada das convocações. O salário inicial do soldado é de R$2.382,89, porém a remuneração pode ultrapassar R$5 mil, pois são pagas gratificações a quem faz curso de qualificação (R$350) e trabalha em Unidade de Polícia Pacificadora (R$750). Os soldados que se voluntariam para trabalhar na folga, no sistema RAS (Regime Adicional de Serviço), recebem R$150 por oito horas/dia e R$225 por 12 horas/dia. São permitidos até oito RAS por mês. Os selecionados terão direito a assistência médico-hospitalar (inclusive para os dependentes), alimentação, fardamento e promoção, entre outros benefícios.

De acordo com o edital do concurso, para ser soldado, além do nível médio, é preciso possuir carteira de habilitação, no mínimo na categoria “B”. A comprovação desses requisitos ocorrerá na fase de entrega dos documentos. Também são requisitos do cargo a altura mínima de 1,60m, para mulheres, e de 1,65m, para homens, além de idade entre 18 (na matrícula) e 30 anos (até o fim do período de inscrição). As inscrições serão realizadas no site da organizadora, em período a ser definido. Quem não tiver acesso à internet poderá utilizar os computadores disponíveis no Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP), entre 9h e 17h.

A taxa de inscrição será de R$100, e a isenção poderá ser solicitada pelos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) integrantes de família de baixa renda. O concurso constará de sete etapas, com a organizadora sendo responsável pelos exames intelectual (prova objetiva e redação), médico e psicológico. As demais fases (exames antropométrico, físico, toxicológico e investigação social e documental) ficarão a cargo da própria corporação.

Polícia Militar : Das 6 mil vagas para soldados, 600 serão para mulheres
Enviado por admin em 19/09/13 (560 leituras)

O contrato que oficializa a AVR Assessoria Técnica Ltda. (Exatus Concursos) como organizadora do concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) só depende da burocracia. Falta o laudo da visita de inspeção técnica feita pelo Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP) à Exatus, que deverá ser divulgado em breve. A publicação do cronograma da seleção depende dessa formalidade e, em seguida, da assinatura do contrato de prestação de serviço.

A PM-RJ vai oferecer 6 mil vagas, 600 delas para mulheres. O salário inicial do soldado é de R$2.382,89, porém a remuneração pode ultrapassar R$5 mil, pois são pagas gratificações a quem faz curso de qualificação (R$350) e trabalha em Unidade de Polícia Pacificadora (R$750). Os soldados que se voluntariam para trabalhar na folga, no sistema RAS (Regime Adicional de Serviço), recebem R$150 por oito horas/dia e R$225 por 12 horas/dia. São permitidos até oito RAS por mês. Os selecionados terão direito a assistência médico-hospitalar (inclusive para os dependentes), alimentação, fardamento e promoção, entre outros benefícios.
De acordo com o edital do concurso, para ser soldado, além do nível médio, é preciso possuir carteira de habilitação. A comprovação desses requisitos ocorrerá na fase de entrega dos documentos. Também são requisitos do cargo a altura mínima de 1,60m, para mulheres, e de 1,65m, para homens, além de idade entre 18 (na matrícula) e 30 anos (até o fim do período de inscrição).
As inscrições serão feitas no site da organizadora, em período a ser definido. De acordo com o edital, já publicado, quem não tiver acesso à internet poderá utilizar os computadores disponíveis no Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP), entre 9h e 17h. A taxa de inscrição será de R$100, e a isenção poderá ser solicitada pelos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) integrantes de família de baixa renda. O concurso constará de sete etapas, com a organizadora sendo responsável pelos exames intelectual (prova objetiva e redação), médico e psicológico. As demais fases (exames antropométrico, físico, toxicológico e investigação social e documental) ficarão a cargo da própria corporação.

Polícia Militar : Polícia Militar do RJ: organizador pode sair nesta quinta, dia 22
Enviado por admin em 22/08/13 (538 leituras)

Será reaberto às 14h desta quinta-feira, dia 22, o pregão eletrônico para definição da organizadora do concurso para 6 mil vagas de soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ). Inicialmente foi escolhida a AVR Assessoria Técnica Ltda., conhecida como Exatus Concursos, porém outra concorrente apresentou recurso e a disputa foi interrompida. No entanto, os interessados em participar da disputa podem verificar as regras da seleção e preparar-se adequadamente, pois o edital, incluindo o programa, já foi divulgado, faltando apenas o cronograma. De acordo com as normas, para ser soldado, além do nível médio, é preciso possuir carteira de habilitação, no mínimo na categoria “B”.

A comprovação desses requisitos ocorrerá na fase de entrega dos documentos, quando, inclusive, será aceita habilitação provisória. ambém são requisitos do cargo a altura mínima de 1,60m, para mulheres, e de 1,65m, para homens, além de idade entre 18 (na matrícula) e 30 anos (até o fim do período de inscrição). O salário inicial é de R$2.382,89, mas a remuneração pode ultrapassar R$5 mil, pois são pagas gratificações a quem faz curso de qualificação (R$350) ou trabalha em Unidade de Polícia Pacificadora (R$750). Os praças que se voluntariam para trabalhar na folga, no sistema RAS (Regime Adicional de Serviço), recebem R$150 por oito horas/dia e R$225 por 12 horas/dia. São permitidos até oito RAS por mês.

As inscrições serão realizadas no site da organizadora, em período a ser definido. Quem não tiver acesso à internet poderá utilizar os computadores disponíveis no Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP), entre 9h e 17h. A taxa de inscrição será de R$100, e a isenção poderá ser solicitada pelos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) integrantes de família de baixa renda.
O concurso constará de sete etapas, com a organizadora sendo responsável pelos exames intelectual (prova objetiva e redação), médico e psicológico. As demais fases – exames antropométrico, físico, toxicológico e investigação social e documental – serão realizadas pela própria corporação.









Polícia Militar : Polícia Militar: cronograma de soldado ficará pronto após o dia 22
Enviado por admin em 17/08/13 (542 leituras)

O cronograma do concurso para 6 mil vagas de soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ), cujo edital já foi publicado, será conhecido após o dia 22 deste mês, quando será reaberto o pregão eletrônico destinado à definição do organizador. Caso seja indeferido o recurso impetrado pela Empresa de Seleção Pública e Privada Ltda.(ESPP), uma das concorrentes, a vencedora, Exatus Concursos, será oficializada como organizadora do concurso. O objetivo era que as inscrições fossem abertas este mês, porém haverá um pequeno atraso.

A instituição escolhida será responsável pelos exames intelectual (prova objetiva e redação), médico e psicológico, sendo as demais etapas (antropométrico, físico, toxicológico e investigação social e documental) realizadas pela própria corporação. Os candidatos devem intensificar os estudos, porque a seleção será uma das mais concorridas, em virtude, principalmente, do grande número de vagas. De acordo com o edital do concurso, para ser soldado, além do nível médio, é preciso possuir carteira de habilitação, no mínimo na categoria “B”. A comprovação ocorrerá na fase de entrega dos documentos, quando será aceita habilitação provisória.

Também são requisitos do cargo a altura mínima de 1,60m, para mulheres e de 1,65m, para homens, além de idade entre 18 (na matrícula) e 30 anos (até o fim do período de inscrição). O salário inicial é de R$2.382,89, mas a remuneração pode ultrapassar R$5 mil, pois são pagas gratificações a quem faz curso de qualificação (R$350) ou trabalha em Unidade de Polícia Pacificadora (R$750). A Assessoria de Imprensa da PM-RJ informou que os praças que se voluntariam para trabalhar na folga no sistema RAS (Regime Adicional de Serviço) recebem R$150 por oito horas/dia e R$225 por 12 horas/dia. São permitidos até oito RAS por mês.

Já é certo que, para quem não tem acesso à internet, haverá inscrição presencial no Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP), entre 9h e 17h. De acordo com o edital, a taxa será de R$100, o que vem provocando reclamações. A isenção poderá ser solicitada pelos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) integrantes de família de baixa renda, em prazo a ser definido.









« 1 2 (3) 4 5 6 ... 8 »
LOJA VIRTUAL - PAGSEGURO
Baixe o Aplicativo
Cursos Kids
Login no Site
Pesquisa no Site
Notícias e Concursos
Abril 2020
S T Q Q S S D
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30      
Enquete
Qual a sua área de interesse nos concursos?
Colégios do Ensino Fundamental 16 % 16%
Escolas Técnicas 11 % 11%
Marinha 21 % 21%
Exército 17 % 17%
Aeronáutica 18 % 18%
Vestibulares 2 % 2%
Concursos Públicos 12 % 12%
Visitantes Online
1 visitantes online (1 na seção: Notícias sobre Concursos)

Usuários: 0
Visitantes: 1

mais...
Cape Cursos Preparatórios © 2006-2015 - Todos os direitos reservados - Rua Estância 25 - 2º Andar - Realengo - RJ - Cep: 21715-440
Início Cape Cursos Preparatórios Cursos Preparatórios Preços dos Cursos Preparatório - 5º Ano Apostilas Preparatórias Simulados Online Notícias Concursos Concursos Galeria de Fotos Localização Contato Plataforma Digital Área do Aluno Inscreva-se no Canal!