Telecomunicações

Tecnólogo

Esse tecnólogo desenvolve e implanta sistemas de transmissão de sinais digitais e analógicos por meio de satélites, cabos metálicos, fibras ópticas e microondas. Aprimora o padrão de qualidade dos sinais e controla os equipamentos de difusão de emissoras AM e FM, TVs por assinatura e de serviços de comunicação via rádio. Também atua nas redes de telefonia fixa e móvel, gerencia a operação, estuda a viabilidade de sistemas e acompanha o cabeamento e a conexão de telefones, o teleprocessamento e a comunicação de dados a distância. Planeja, ainda, a utilização de redes LAN, WAN, internet e intranet. Pode analisar projetos de telecomunicações, dar suporte técnico e operar sistemas que envolvam fibras ópticas, antenas e satélites.

MERCADO DE TRABALHO
No final de 2007, o Brasil atingiu a marca de 112 milhões de aparelhos celulares, um crescimento de 22% em relação ao ano anterior. Tanto operadoras de telefonia celular e fixa, como empresas fornecedoras de redes de telecomunicações, estão sempre em busca de profissionais qualificados. As ofertas estão espalhadas por todo o país, mas o maior número de vagas concentra-se em São Paulo e no Rio de Janeiro, sedes das principais empresas do setor. A chegada da TV digital e a popularização da telefonia via internet também aquecem o mercado. Há procura pelo profissional ainda, nos estados que pretendem sediar jogos na Copa do Mundo de Futebol, em 2014, os quais se preparam para garantir a qualidade das transmissões em alta definição para o mundo inteiro. Pólos tecnológicos localizados na Paraíba, na Bahia, em Pernambuco, no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul também requisitam o tecnólogo.
$ Salário médio inicial: R$ 1.300

O CURSO
Como os aparelhos de telecomunicações dependem muita da informática, os cursos dão ênfase cada vez maior às disciplinas que integram telefonia e redes de computadores. Desde o primeiro ano você encara eletrônica, elétrica, banco de dados e programação de computadores. Do segundo ano em diante predominam matérias práticas, como transmissão de dados, sistemas irradiantes, novas tecnologias e teleprocessamento. Os laboratórios de informática, redes de computadores, circuitos elétricos, propagação de sinais e telecomunicações ocupam cerca de 50% das aulas. O estágio costuma ser obrigatório, mas nem toda escola exige trabalho de conclusão. No geral, o aluno desenvolve um projeto a cada semestre.
Duração média: três anos.
Outros nomes: Gestão de Neg. em Telecom.; Gestão de Telecom.; Gestão em Telecom.; Redes Avanç. em Telecom.; Redes de Telecom.; Sist. de Telecom.; Sist. de Telecom. Dig.; Telemática.

_EDITO_COMEFROMCursos Preparatórios Para Concursos : http://capecurso.com.br/site/modules/edito/content.php?id=90