Saneamento Ambiental

Tecnólogo

Esse tecnólogo trabalha com saneamento básico, construindo sistemas e redes de água, esgoto, lixo industrial e doméstico. Ajuda o engenheiro sanitarista ou ambiental a fiscalizar a qualidade da água e o tratamento do esgoto, bem como a gerenciar o armazenamento do lixo em aterros sanitários e usinas de compostagem. Pode projetar e acompanhar a construção de redes de drenagem, para evitar enchentes, participar de projetos de monitoramento da qualidade do ar, da água e do solo, comandar o tratamento de efluentes e resíduos da produção industrial ou, ainda, implantar tecnologias para diminuir a poluição causada por indústrias.

MERCADO DE TRABALHO
A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que mais de um bilhão de pessoas não tenha acesso a água para consumo. Em menos de vinte anos, dois terços da população do planeta sofrerá com a falta de água potável. A perspectiva tem alertado os órgãos públicos e abre mercado para o tecnólogo. Prefeituras, empresas de tratamento de água e esgoto, companhias de recursos hídricos e órgãos estaduais e federais, como as secretarias de Meio Ambiente, são os principais empregadores. O profissional é contratado para acompanhar projetos hidráulicos e planejar e implantar novas tecnologias para melhorar a infra-estrutura de saneamento dos centros urbanos. Também faz a manutenção dos sistemas hidráulicos e desenvolve projetos de recuperação de águas poluídas. Há demanda por parte de indústrias e empreendimentos dos mais variados setores, como os de turismo. Grandes hotéis e resorts do Nordeste necessitam do profissional não apenas para executar a infra-estrutura de saneamento local, mas para desenvolver projetos que visem à preservação de áreas verdes na construção do estabelecimento.
$ Salário médio inicial: R$ 1.500

O CURSO
O currículo começa com muitas disciplinas da área das ciências exatas, como cálculo, física, estatística e informática. Mas já apresenta uma introdução em tecnologia sanitária, que engloba material de construção, biologia aplicada e hidrotécnica. Há também matérias como topografia para saneamento, instalações prediais hidráulicas e sanitárias, saneamento rural e coleta, disposição e tratamento de esgotos. As disciplinas relacionadas ao controle ambiental incluem geologia ambiental, química da poluição, processos industriais, planejamento e monitoramento do meio ambiente e poluição sonora e vibrações. Alguns cursos mais abrangentes tratam de todas as questões que envolvem o meio ambiente, entre elas o saneamento. Trabalho de conclusão e estágio complementam o período de estudos.
Duração média: três anos.
Outro nome: Hidráulica e Saneam. Amb.

_EDITO_COMEFROMCursos Preparatórios Para Concursos : http://capecurso.com.br/site/modules/edito/content.php?id=85