Aeronáutica

Tecnólogo

O tecnólogo em Aeronáutica participa do desenvolvimento de projetos e da fabricação de equipamentos e aeronaves na indústria aeronáutica. Na Aviação Civil, pode tornar-se comissário de vôo e seguir carreira de piloto privado, como condutor de aviões particulares, ou comercial, comandando helicópteros e aviões de grande porte. Também é habilitado a cuidar da manutenção de aeroportos e do gerenciamento das operações em hangares, terminais de carga e pistas de pouso e decolagem. Nesses postos de trabalho supervisiona operações, como o controle do peso e do deslocamento de aviões. Pode dedicar-se, ainda, à pesquisa científico-tecnológica e à inspeção de operações aéreas. O piloto precisa do brevê, concedido pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

MERCADO DE TRABALHO
O mercado de aviação civil tem crescido nos últimos anos, o que abre vagas para pilotos, co-pilotos e profissionais especializados em gestão da aviação civil. Os principais empregadores são as companhias de táxi aéreo que operam no eixo Rio-São Paulo, além da região Norte, que, por ter áreas de difícil acesso, é sede de muitas dessas empresas. O tecnólogo também encontra trabalho em companhias aéreas, como TAM, GOL e Varig. Dona da maior frota de helicópteros do país, a cidade de São Paulo tem o mercado mais aquecido. No Rio de Janeiro (principalmente na região de Campos) e na Baixada Santista, no litoral paulista, há oportunidades em empresas especializadas no transporte de funcionários de plataformas petrolíferas. Já os profissionais especializados em manutenção de aeronaves encontram mais chances na região Sudeste.
$ Salário médio inicial: R$ 2.000

O CURSO
As amplas possibilidades de atuação desse profissional exigem formação ao mesmo tempo teórica, prática e experimental. Mas os currículos apresentam algumas diferenças. O curso da Universidade Tuiuti do Paraná, por exemplo, abre três habilitações: manutenção de aeronaves, gestão de aviação civil e pilotagem profissional. Já outros cursos são mais voltados para as atividades gerenciais da aviação civil, seja em serviços aeroportuários, seja em companhias aéreas. Nesse caso, as matérias que dominam a grade curricular são das áreas de administração, marketing e informática - todas com enfoque na aviação civil. De qualquer maneira, o estudo de línguas, física, matemática e mecânica, entre outras disciplinas básicas, ocupa boa parte da carga horária. O restante é preenchido por matérias específicas da Aeronáutica. A parte prática compreende atividades em laboratórios de física, computação, materiais, mecânica de fluidos e simulação. O estágio e os projetos desenvolvidos no decorrer do curso são feitos em indústrias e aeroportos.
Duração média: dois anos.
Outros nomes: Aviação Civil; Comissário de Vôo; Gestão de Aviação Civil; Manut. de Aeronaves; Pilotagem Profissional de Aeronaves; Transp. Aéreo.

_EDITO_COMEFROMCursos Preparatórios Para Concursos : http://capecurso.com.br/site/modules/edito/content.php?id=60