Engenharia Têxtil

São as técnicas e os conhecimentos utilizados na fabricação e no tratamento de fibras, fios e tecidos e na confecção de roupas. O engenheiro têxtil projeta as instalações, os equipamentos e as linhas de produção de tecelagens e indústrias de confecção de roupas. Controla custos, processos industriais, como estamparia, tingimento, corte e costura, bem como a qualidade da matéria-prima e do produto final. Coordena o trabalho de operários e técnicos para concretizar os projetos de estilistas e designers. Com conhecimentos de marketing, pode também assessorar e orientar clientes.

MERCADO DE TRABALHO
A modernização e o crescimento pelos quais o segmento têxtil passou nos últimos anos fazem com que esse profissional seja bastante requisitado. Os especialistas em pesquisa e desenvolvimento são procurados pelo setor industrial para a criação de novos tecidos com fibras e fios sintéticos que atendam às necessidades de diversos mercados. As áreas esportiva e médica são grandes consumidores dos chamados “tecidos técnicos”, criados com tecnologia de ponta para o atendimento de necessidades específicas.

O especialista em elaboração de padronagens e cores também está em alta. O engenheiro têxtil ainda encontra emprego na gestão de processos industriais de produção, na implantação de novas tecnologias e na manutenção do maquinário fabril. As melhores oportunidades de trabalho estão nas regiões Sul e Sudeste, com destaque para o estado de São Paulo, que tem grande número de indústrias têxteis na capital e também no interior. Além disso, empresas de outras regiões costumam manter escritórios na capital paulista e contratar esse profissional para o desenvolvimento de produto e o acompanhamento das novas tendências. Em Santa Catarina, onde existe um importante pólo de malharias, e no Ceará, local de várias indústrias de fiação, o mercado também é bastante promissor.
$ Salário médio inicial: R$ 2.500

O CURSO
O primeiro ano é de matérias básicas das engenharias. Depois você estuda a composição de fios e tecidos, os processos e as máquinas empregadas em fiação, tecelagem, malharia e confecção. As disciplinas específicas incluem fibras têxteis, texturização, tecelagem, malharia, beneficiamento, controle de qualidade e desenvolvimento do produto, além de projetos e instalações industriais têxteis.

Há também matérias ligadas ao gerenciamento de negócios e outras voltadas para o controle da produção, como controle estatístico de qualidade. O estágio é obrigatório. Em algumas escolas também é necessário apresentar um projeto de conclusão de curso.

Duração média: cinco anos.
Outro nome: Eng. Ind. Têxtil.

O QUE VOCÊ PODE FAZER
Pesquisa e desenvolvimento
Criar fibras e fios sintéticos para substituir o algodão ou para compor novos tecidos. Desenvolver produtos, como fios e tecidos, para a indústria. Elaborar padronagens e cartela de cores.

Processos industriais
Acompanhar as etapas de produção e implantar novas tecnologias e processos de tinturaria. Projetar fábricas, equipamentos e dar manutenção a máquinas de fiação, tecelagem, malharia, confecção e benefi ciamento de fibras, fios e tecidos.

Projetos
Planejar, instalar e ampliar fábricas têxteis. Criar máquinas e equipamentos utilizados nessas indústrias.

_EDITO_COMEFROMCursos Preparatórios Para Concursos : http://capecurso.com.br/site/modules/edito/content.php?id=47