Engenharia de Minas

É a engenharia que se ocupa da pesquisa, da prospecção, da extração e do aproveitamento de recursos minerais. O engenheiro de minas localiza jazidas e analisa o tamanho das reservas e a qualidade do minério no local. Estuda a viabilidade técnica e econômica da exploração do depósito mineral. Caso seja viável, elabora e executa o projeto de extração, escolhendo os equipamentos adequados e determinando os recursos humanos e materiais necessários ao trabalho. Cuida ainda do beneficiamento do minério bruto. Em geral, atua em companhias mineradoras, mas pode trabalhar também em pedreiras, construtoras de estradas e empresas de demolição. Lida com tecnologias de última geração e com reciclagem de produtos industriais ou com a prospecção de jazidas. A legislação ambiental exige que esse profissional tenha como objetivo minimizar o impacto da extração sobre o meio ambiente.

MERCADO DE TRABALHO
Mercado em alta, principalmente na área de minérios ferrosos, que vêm sendo vendidos em grande escala para a China e tiveram seu valor quintuplicado no último ano. Empresas de todos os portes contratam o profissional para atuação no Brasil e no exterior. Há empregos nas diversas regiões do país, mas os principais empregadores concentram-se nos estados de Minas Gerais, São Paulo, do Pará, de Goiás e da Bahia. Companhias de extração de petróleo abrem vagas para especialistas em engenharia de petróleo. A área de minerais industriais, como calcário (matéria-prima do cimento), brita, areia e argila, teve a oferta de trabalho aumentada por conta do bom momento vivido pela construção civil. A valorização do ouro aqueceu a exploração industrial do minério.

Órgãos públicos, como o Ministério das Minas e Energia, o Departamento Nacional de Produção Mineral e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), também contratam esse engenheiro para os setores de consultoria e fiscalização. A área ambiental é outro filão, no qual o profissional atua como consultor, desenvolve métodos de reciclagem de minerais e cuida da recuperação de áreas degradadas.
$ Salário médio inicial: R$ 3.000

O CURSO
Nos primeiros anos, o aluno cursa as disciplinas básicas de engenharia. Nos anos finais, aprofunda-se o estudo das rochas e seu beneficiamento, com disciplinas de física, química, mineralogia, topografia, geologia e reciclagem de rejeitos e resíduos. Também são realizadas visitas a empresas de mineração. Durante todo o curso, é intensa a atividade em laboratórios de ensaios e em projetos de engenharia. O estágio supervisionado é obrigatório, e algumas escolas pedem, ainda, um trabalho de conclusão.

Duração média: cinco anos.

O QUE VOCÊ PODE FAZER
Beneficiamento e processamento
Definir os processos físicoquímicos adequados à separação das substâncias que compõem o minério. Na indústria, acompanhar o processo de tratamento de minerais. Pesquisar e desenvolver métodos de reciclagem de minérios e técnicas que diminuam o impacto da atividade extrativa sobre o ambiente.

Lavra
Planejar e supervisionar a exploração de minas subterrâneas ou a céu aberto. Definir os métodos de remoção, transporte e estocagem do material extraído.

Mecânica da rocha
Estudar o comportamento mecânico das rochas e sua influência na definição da estrutura de obras como galerias e túneis.

Prospecção
Trabalhar em atividades de localização de depósitos minerais com o uso, inclusive, de imagens colhidas por satélites.

_EDITO_COMEFROMCursos Preparatórios Para Concursos : http://capecurso.com.br/site/modules/edito/content.php?id=31