Saúde

Tecnólogo

As funções do tecnólogo em Saúde variam de acordo com a ênfase do curso escolhido. No entanto, o que todas as especialidades têm em comum é a preocupação em melhorar o tratamento e o diagnóstico de doenças. O profissional trabalha em laboratórios de análises clínicas e genéticas. Ele tem a opção de se especializar na engenharia de equipamentos médico-hospitalares, trabalhando em oficinas e empresas de manutenção ou na operação deles, como em clínicas especializadas em radioterapia, ultra-sonografia e fisioterapia. Na área de vigilância sanitária, analisa, avalia e inspeciona estabelecimentos e situações de interesse à saúde, diagnosticando problemas sanitários críticos, além de prevenir e eliminar os riscos à saúde.

MERCADO DE TRABALHO
O profissional atua em diversas áreas, dependendo da ênfase dada pelo curso escolhido. No caso do curso com foco em equipamentos hospitalares ou sistemas biomédicos, o mercado que se abre é o de clínicas, laboratórios e hospitais, que mantêm uma equipe para manutenção diária dos aparelhos. Para os tecnólogos da área de análises clínicas há boas perspectivas nos laboratórios. Quem atua em vigilância sanitária encontra oportunidades no comércio, clínicas, hospitais, laboratórios, indústrias e na área de certificação de qualidade segundo os padrões exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para equipamentos hospitalares, clínicos e médicos. Na indústria, participam de projetos e desenvolvimento desses aparelhos, especialmente no estado de São Paulo, pólo de empresas do setor, com destaque para a capital, Campinas e São José dos Campos. Em geral os alunos aprendem técnicas de gestão de negócios em saúde e podem trabalhar na administração de hospitais e consultórios. No Sistema Único de Saúde (SUS), é possível planejar e implementar ações e programas.
$ Salário médio inicial: R$ 1.500

O CURSO
Em face da diversidade de cursos tecnológicos na área de saúde, as características de cada um diferem conforme o foco da escola. Eles têm em comum a preocupação em desenvolver conhecimentos que auxiliem no diagnóstico rápido e preciso das doença. Os cursos de equipamentos são voltados para o projeto, a manutenção e o controle de equipamentos utilizados em diagnóstico e tratamento, apresentando disciplinas específicas como técnicas de circuitos digitais e automação, construção de aparelhos e elementos de mecânica de precisão. Já os de citotecnologia e análises clínicas têm mais ênfase em bioquímica, biologia molecular, microbiologia, parasitologia, cultura de tecidos, análises de genoma, bioensaios, bioinformática, citologia e imunologia. Os cursos voltados à vigilância sanitária têm disciplinas que tratam de temas como epidemiologia, saúde do trabalhador e alimentos. Algumas faculdades exigem estágio e trabalho de conclusão de curso.
Duração média: três anos.
Outros nomes: Diagnósticos Laboratoriais; Gestão de Inst. de Saúde; Gestão de Saúde; Laboratorista para Anál. Clín.; Sist. Biomédicos; Vigilância Sanitária.

_EDITO_COMEFROMCursos Preparatórios Para Concursos : http://capecurso.com.br/site/modules/edito/content.php?id=130