Agropecuária e Agronegócios

Tecnólogo

O tecnólogo que atua nessa área planeja e acompanha as atividades de agropecuária de uma empresa rural. Como administrador rural, define os insumos e os serviços necessários à lavoura e à criação de rebanhos. Determina o número de empregados e de horas de trabalho adequado à execução dessas atividades, além de controlar a rotina de serviço. Também estuda e aplica novas tecnologias a fim de melhorar a produção das plantações e otimizar a produtividade da criação. Preocupa-se tanto com a rentabilidade do negócio quanto com o uso racional dos recursos naturais e a preservação do meio ambiente. Na indústria, coordena o beneficiamento, o armazenamento e a comercialização de produtos agropecuários. Com formação adequada, pode dedicar-se, também, a algum ramo específico do setor de agribusiness, como horticultura e fruticultura.

MERCADO DE TRABALHO
Os números do agronegócio brasileiro são animadores e continuam em crescimento. De acordo com o Ministério da Agricultura, o país dobrou, nos últimos dez anos, o faturamento com a produção de gêneros agropecuários. A Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad), por sua vez, prevê que o Brasil será o maior produtor de alimentos na próxima década. Com esse cenário, a procura por profissionais é alta não só em grandes empresas, mas principalmente em pequenas propriedades rurais que precisam se modernizar para aproveitar a boa onda do mercado. Por isso, cresce a demanda por esse tecnólogo, conhecedor de métodos de gestão de negócios e de técnicas de plantio e criação de gado. As melhores oportunidades de trabalho estão em propriedades
nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, mas há outras regiões em que existe boas perspectivas para o profissional, como São Paulo, Bahia, Minas Gerais e Espírito Santo. No Rio Grande do Sul, com a profissionalização dos produtores de vinho e embutidos, as ofertas têm crescido.
$ Salário médio inicial: R$ 1.900

O CURSO
O estudante tem aulas sobre zootecnia, máquinas agrícolas, irrigação e drenagem, extensão rural, manejo e conservação de solos, gestão de recursos ambientais e fundamentos de agropecuária – tudo para melhorar a produtividade da criação de animais e das plantações. As aulas práticas dominam boa parte do currículo (representam cerca de 60% da carga horária total), mas o aluno também tem um grande número de matérias teóricas, como contabilidade, administração da produção, finanças, gestão empresarial e gerenciamento dos recursos humanos. Há outros cursos que habilitam o profissional especificamente para alguma área do setor de agronegócios, como fruticultura ou produção de grãos. Em geral, as escolas possuem fazendasmodelo, onde os futuros profissionais realizam as atividades práticas e cumprem o estágio antes de se formar.
Duração média: três anos.

Outros nomes: Agroecologia; Agroind.; Agroneg.; Agropecuária; Agropecuária (agroind.); Agropecuária (fruticultura); Agropecuária (horticultura); Agropecuária (silvicultura); Agropecuária (sist. de prod.); Bovinocultura; Cafeicultura; Cafeicultura Empr.; Fruticultura Irrigada; Gestão da Cafeicultura Empr.; Gestão da Qualid. em Manejo e Nutrição Animal; Gestão de Agroneg.; Gestão em Agroneg.; Horticultura; Manejo Integrado de Pragas e Doenças em Plantas; Mecanização Agrícola; Prod. Agropecuária; Prod. Animal; Prod. de Grãos; Prod. de Grãos e Sementes; Prod. Vegetal (agronomia); Redes de Empr., Associativismo e Coop. no Agroneg.; Tecnol. Agroflorestal.

_EDITO_COMEFROMCursos Preparatórios Para Concursos : http://capecurso.com.br/site/modules/edito/content.php?id=116