Medicina Veterinária

Bacharelado

Desde 2005, o Brasil é dono da segunda maior indústria de insumos para saúde animal do mundo. Nos últimos dez anos, o crescimento do setor chegou perto de 240%, segundo dados do Sindicato Nacional da Indústria de Saúde Animal (Sindan) e do Programa de Estudos dos Negócios do Sistema Agroindustrial (Pensa). E, em 2008, o faturamento deve ultrapassar a casa dos 3 bilhões de reais, graças, em boa parte, ao aumento da exportação de produtos veterinários, como medicamentos e rações. Outro segmento que vai muito bem é o de pets ou animais de companhia, que cresceu por volta de 18% no ano passado. Com um mercado tão aquecido, sobram vagas para os graduados em Medicina Veterinária, principalmente os especializados em produção e controle sanitário de animais de grande porte, como bois e vacas. "Aqui no Brasil, o aspecto sanitário dos nossos rebanhos sempre foi uma barreira para entrarmos em outros mercados. Por isso, o veterinário é tão importante, pois o sucesso do setor exportador de carne depende, em boa medida, do trabalho dele", diz o médico-veterinário João Nilson Pinto de Barros, diretor da Biogen Tecnologia em Reprodução, empresa de São José do Rio Preto (SP) especializada em reprodução de grandes animais. Além de cuidar da saúde dos bichos, o veterinário é responsável pelo controle da fabricação de produtos de origem animal. Ele dá assistência clínica e cirúrgica a animais domésticos e silvestres e cuida da alimentação e da reprodução de rebanhos. Na indústria alimentícia, inspeciona os processos de beneficiamento e manipulação das matérias-primas, com o objetivo de evitar a transmissão de doenças para o homem. Pode atuar, ainda, na área de vendas de alimentos, medicamentos, vacinas e de outros artigos para animais.

MERCADO DE TRABALHO
O Brasil é líder mundial de exportação de carne bovina, o que gera muitas vagas no setor pecuário, inclusive para recém-formados. Além do cuidado direto com os animais, o profissional atua nos laboratórios de reprodução assistida e na indústria de vacinas e exames contra doenças bovinas, como a febre aftosa. Por ser a região com o maior número de cabeças de gado, o Centro-Oeste é a que mais oferece esse tipo de oportunidade. As exportações de alimentos de origem animal - como aves, suínos, bovinos - geram vagas em centros de controle e órgãos fi scalizadores, como o Ministério da Agricultura. Essas vagas, ofertadas em todo o país, são disputadas por meio de concurso público. "Também têm crescido oportunidades nos sistemas de controle de qualidade das indústrias de produtos de origem animal, como frigoríficos, laticínios e entrepostos, e nos pontos de comércio", diz Silvana de Vasconcelos Cançado, coordenadora do curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Na clínica e na indústria de alimentos para animais domésticos (rações e insumos), as melhores chances estão nos grandes centros urbanos. Há vagas ainda em granjas, cooperativas e fazendas nos estados de São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e Minas Gerais, pois a suinocultura e a avicultura estão em crescimento. Alguns estados, como São Paulo e Minas Gerais, possuem leis que obrigam todos os pet shops a ter um veterinário como técnico responsável. "Com a importante presença do terceiro setor na área de proteção animal, os veterinários têm a opção de trabalhar com animais silvestres e defesa ambiental", conta a professora Silvana.
$ Salário médio inicial: R$ 2.300

O CURSO
Nos dois primeiros anos, o aluno tem aulas de anatomia, microbiologia, genética, nutrição e produção animal, além de matemática e estatística. Em seguida começa a estudar doenças e técnicas clínicas e cirúrgicas. As atividades práticas, realizadas em laboratório, têm ganhado espaço na grade curricular da maioria dos cursos. No último ano é obrigatório o estágio. O curso tem duração média de cinco anos.

O QUE VOCÊ PODE FAZER

Clínica e cirurgia de animais de pequeno porte
Prestar atendimento clínico e cirúrgico a animais domésticos.

Indústria de produtos para animais
Acompanhar a produção e a comercialização de alimentos, rações, vitaminas, vacinas e medicamentos. Cuidar do marketing dos produtos e prestar assistência técnica ao cliente.

Indústria de produtos de origem animal
Fiscalizar estabelecimentos que produzam, vendam ou exportem produtos de origem animal.

Manejo e conservação de espécies
Estudar animais silvestres em cativeiro ou em seu hábitat, cuidando de sua reprodução e preservação. Implantar e administrar projetos ecológicos e em reservas naturais.

Produção e sanidade animal
Controlar a saúde de rebanhos. Prevenir e controlar doenças e infecções em
propriedades rurais.

Tecnologia de produção animal
Melhorar a qualidade dos rebanhos em propriedades rurais e em viveiros. Desenvolver técnicas e métodos de aperfeiçoamento genético, alimentação e reprodução.

_EDITO_COMEFROMCursos Preparatórios Para Concursos : http://capecurso.com.br/site/modules/edito/content.php?id=107