Edital ainda este mês

BOMBEIROS

Concurso do Corpo de Bombeiros

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ), coronel Sérgio Simões, informou, após nova reunião com secretário estadual de Planejamento, Sérgio Ruy Barbosa, na última segunda, 17, que o edital do concurso para soldado combatente e guarda-vidas será divulgado ainda este mês. Ele confirmou que serão oferecidas 721 vagas, porém não especificou como será feita a distribuição. “Vai ter concurso para o Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro. Em conjunto com a Secretaria de Planejamento, trabalharemos para que o edital de 721 vagas saia ainda esse mês”, afirmou.

Apesar de o comandante-geral ter informado que serão preenchidas 721 vagas, um fonte do alto comando da corporação informou que o edital deverá trazer um quantitativo um pouco inferior e que, possivelmente, o cargo de guarda-vidas não será contemplado. Ainda segunda essa fonte, o edital está pronto e deverá sair já na próxima semana, com as inscrições sendo iniciadas ainda este mês. Já as provas estão programadas para serem aplicadas em maio. “Será concedido 30 dias de intervalo entre a divulgação do edital e a aplicação das provas objetivas, conforme determina decreto estadual”, disse.
No início deste ano, o comandante Sérgio Simões havia dito que o objetivo seria divulgar o edital em março, porém, segundo uma fonte ligada à seleção, nas últimas semanas, o governo do estado discutia a possibilidade de abrir o concurso após a saída do governador Sérgio Cabral, para fortalecer o vice-governador Luiz Fernando Pezão, que sairá candidato nas eleições de outubro. Porém, ao que tudo indica, isso não será mais feito. O pedido inicial da corporação foi de 1.060 vagas, sendo 910 para soldado combatente e 150 para guarda-vidas, ambos de nível médio. Independentemente da oferta especificada em edital, a tendência é que um grande número de aprovados seja convocado durante o prazo de validade da seleção (ainda não informado). A organizadora será a Funcefet, que ainda precisa ser oficializada por meio de contrato, o que deverá acontecer a qualquer momento.
Também a qualquer momento deverá acontecer a autorização formal da Comissão de Acompanhamento das Despesas de Pessoal (Coape), para a abertura do concurso. A comissão é responsável por avaliar todas as iniciativas que envolvam despesas de pessoal do governo do estado. Integram ela os secretários de Planejamento, da Casa Civil, da Fazenda e de Governo, além do diretor-presidente do Rioprevidência. A remuneração inicial é de R$2.759,26, sendo R$2.309,26 de vencimento-base, R$100 de auxílio-transporte e R$350 de gratificação por participação por programa de capacitação. Os guarda-vidas poderão receber uma gratificação de R$1 mil durante o verão. O regime de contratação é o estatutário, que garante estabilidade.
Caso sejam mantidas as regras do último concurso, os candidatos a soldado combatente deverão possuir, além do nível médio, entre 18 e 51 anos e carteira de habilitação na categoria B. Já para guarda-vidas, a exigência era de 18 a 30 anos. Para as duas funções, as oportunidades foram abertas a concorrentes de ambos os sexos que tivessem, no mínimo, 1,65 (homens) e 1,60 (mulheres). Para quem pretende concorrer a soldado combatente, o programa será o mesmo da seleção para motorista, realizada em 2012. A única diferença é que não haverá Legislação de Trânsito. Desta forma, a prova objetiva constará de questões distribuídas por Língua Portuguesa e Raciocínio Lógico. A seleção também deverá contar com prova física, teste de habilidade específica (guarda-vidas), exames de saúde, social e documental.

Soldado combatente: veja o que estudar

Os candidatos a soldado combatente devem tomar como base de estudo o programa da seleção para motorista, realizada em 2012, segundo a Diretoria Geral de Pessoal. No entanto, serão cobradas apenas as disciplinas de Língua Portuguesa e Raciocínio Lógico. Veja abaixo:
LÍNGUA PORTUGUESA: Elementos de construção do texto e seu sentido: gênero do texto (literário e nãoliterário; narrativo, descritivo e argumentativo); interpretação e organização interna; Semântica: sentido e emprego dos vocábulos; campos semânticos; emprego de tempos e modos dos verbos em português; Morfologia: reconhecimento, emprego e sentido das classes gramaticais; processos de formação de palavras; mecanismos de flexão dos nomes e verbos; Sintaxe: frase, oração e período; termos da oração; processos de coordenação e subordinação; concordância nominal e verbal; transitividade e regência de nomes e verbos; padrões gerais de colocação pronominal no português; mecanismos de coesão textual; Estilística: figuras de linguagem; Ortografia; Pontuação.
RACIOCÍNIO LÓGICO: Conjuntos: Noções primitivas: relação de pertinência, descrição de conjunto, conjunto vazio, conjunto unitário, conjunto universo. Igualdade de conjuntos, relação de inclusão, propriedades da inclusão de conjuntos, conjunto das partes. Operações entre conjuntos: reunião, interseção, diferença. Conjunto complementar. Conjuntos Numéricos: O conjunto dos números naturais (IN): operações em IN, múltiplos e divisores, máximo divisor comum (mdc), mínimo múltiplo comum (mmc), números primos, decomposição em fatores primos. O conjunto dos números inteiros (Z): operações em Z. O conjunto dos números racionais (Q): operações em Q, representação por frações, representação por números decimais, frações geratrizes de dízimas periódicas. O conjunto dos números reais (IR): operações em IR, potenciação, radiciação, racionalização de denominadores, representação na reta real, módulo ou valor absoluto. Intervalos, operações de união, interseção e diferença entre intervalos. Razões e Proporções: Grandezas proporcionais: proporcionalidades inversa e direta. Regras de três simples e compostas. Porcentagem. Juros simples. Funções: Definição de função, domínio, contradomínio, valor numérico e imagem de funções. Definição e representação gráfica da função do 1º grau, equações do 1º grau, sistemas de duas equações do 1º grau a duas variáveis, problemas redutíveis a equações do 1º grau, inequações do 1º grau. Definição e representação gráfica da função do 2º grau, equações do 2º grau, relações entre coeficientes e raízes de uma equação do 2º grau, problemas redutíveis a equações do 2º grau, inequações do 2º grau. Geometria Plana: Conceitos primitivos: reta, semi-reta, segmentos de reta, ângulos, paralelismo, perpendicularismo. Triângulos: condição de existência de triângulos, soma dos ângulos internos, casos de congruências de triângulos. Quadriláteros: definição e propriedades dos trapézios, paralelogramos, retângulos e quadrados. Polígonos: ângulos internos, ângulos externos, soma dos ângulos internos, diagonais, número de diagonais. Segmentos proporcionais, Teorema de Tales, casos de semelhança de triângulos. Triângulos retângulos: Teorema de Pitágoras, relações métricas nos triângulos retângulos. Circunferência e círculo: posições relativas entre reta e circunferência e entre circunferências, ângulos relacionados com arcos, relações métricas no círculo. Áreas: áreas de triângulos e quadriláteros, área do círculo.

Interessados não podem perder tempo

Com a iminente divulgação do edital do concurso para os Bombeiros, aqueles que sonham em ingressar na corporação não podem mais perder tempo e precisam iniciar logo os estudos. Especialista na área, Rosangela Cardoso destaca que a maior falha dos candidatos é começar a preparação apenas quando sai o edital ou a partir da abertura das inscrições. “No caso do Corpo de Bombeiros, como serão cobradas apenas duas matérias, ou seja, Português e Matemática, muitos acham que será fácil conseguir uma vaga e que vão obter um bom desempenho estudando quando sair o edital. Isso não é verdade. Na maioria das vezes, essas pessoas acabam não sendo aprovadas ou obtêm uma classificação muita baixa”, afirmou.

No entanto, Rosangela destaca que ainda há tempo de se preparar e atingir um bom desempenho. “Ainda dá para conseguir uma boa classificação, mas é fundamental ter dedicação, para recuperar o tempo perdido. Se o candidato tiver foco, ele conseguirá, sem dúvidas, realizar o seu sonho”, destacou. Segundo a especialista, é fundamental o candidato estabelecer um horário diário de estudos, mesmo que não seja muito grande. “O importante é que dentro das horas disponíveis, ele mantenha-se concentrado nos estudos. Não adianta ter cinco horas livres, mas se distrair com TV, internet ou outras coisas”, afirmou.
Rosangela Cardoso orienta os candidatos e estudarem uma disciplina por dia e dedicar o tempo final à resolução de exercícios. “Estudar a teoria é fundamental, não tem jeito. Porém, o candidato só saberá se está ou não entendendo mesmo a matéria se ele treinar. Por isso a resolução de exercícios é fundamental, ainda mais na disciplina de Matemática”, frisou a especialista, destacando ainda a necessidade de o candidato deixar os domingos para o descanso e lazer. Para finalizar, Rosângela Cardoso disse que o candidato deve, desde agora, dedicar-se também à preparação física. “É fundamental treinar os exercícios que serão cobrados na prova física. Se ele deixar para fazer isso se for aprovado na prova objetiva, poderá não obter os índices desejados. Conheço muitas pessoas que tiraram novas altas no exame intelectual,mas foram reprovados nos testes físicos porque não se prepararam com antecedência”, finalizou.

CURSO PREPARATÓRIO SOLDADO COMBATENTE DO CORPO DE BOMBEIROS DO RJ

INÍCIO EM 14 DE ABRIL – DIAS ÚTEIS – MANHÃ E  NOITE

Deseja fazer o curso preparatório para o Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro? Clique aqui obtenha mais informações.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...