O concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF), para policial, que será realizado este ano, com previsão de 1.500 vagas, será nacional. Segundo fonte no departamento, o objetivo é evitar que se repita o que aconteceu no concurso aberto em 2009, quando a distribuição das vagas por estado prevista em edital, no momento da posse dos aprovados, já não correspondia à necessidade existente em cada região (o concurso, no entanto, ficou paralisado por mais de dois anos, após fraude). Oficialmente, a PRF informou, na última segunda, 21, que ainda estuda qual será a melhor forma de disponibilizar as vagas.

Para os interessados em participar, a não regionalização das vagas tem como consequência direta a diminuição da concorrência. No concurso de 2009, que teve as vagas distribuídas por todos os estados, com exceção de Pará e Mato Grosso, a relação candidato/vaga chegou a ser de 319,75. O índice foi registrado no Espírito Santo, onde 1.279 pessoas se inscreveram para concorrer a quatro vagas. Caso a seleção fosse nacional, a concorrência teria sido de 151,78 candidatos por vaga (foram, ao todo, 113.836 inscritos e 750 vagas). O cargo de policial rodoviário federal tem como requisitos o ensino superior completo em qualquer área e habilitação na categoria B ou superior. A remuneração inicial é de R$6.479,81, incluindo o auxílio-alimentação, de R$373 (já há reajuste garantido em 2014 e 2015).

Lotação – Ainda em 2011, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que os novos policiais rodoviários federais seriam lotados nas regiões de fronteira, em atenção ao plano do governo destinado à ampliação do combate ao crime nessas localidades.

Sobre a autorização do concurso, a PRF informou que está se articulando junto ao Ministério do Planejamento, com o apoio do Ministério da Justiça, para que a permissão seja concedida o mais breve possível.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...