Reforço na prova do Enem

O Ministério da Educação vai reforçar a fiscalização em torno do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015

O Ministério da Educação vai reforçar a fiscalização em torno do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015. Na última segunda, dia 29, foi divulgado um edital com o objetivo de conseguir de 20 mil a 25 mil servidores do Executivo para atuarem nos locais de prova. Ele serão envolvidos em atividades de monitoramento e controle e, entre outras atividades, acompanharão a abertura e fechamento de malotes pelos quais são transportados os cadernos de provas e a atuação dos fiscais.

Os interessados em atuar como certificadores do Enem poderão se inscrever até o próximo dia 15, no site do Inep. A lista dos habilitados será divulgada no dia 30 de julho. Cada certificador terá remuneração de R$39,15 por hora e os aprovados receberão a gratificação por encargos de cursos ou concursos, com carga horária de oito a 12 horas por dia.

Um dos principais objetivos do uso dos certificadores é dar maior confiabilidade ao processo de aplicação do Enem. Espera-se que, com o trabalho desses profissionais, seja possível evitar situações como a que aconteceu no ano passado, quando malotes foram abertos duas horas antes do início, no Piauí, no Maranhão e na Paraíba, segundo investigação da Polícia Federal para apurar o vazamento do tema da redação.

Também para reforçar a segurança, o Inep utilizará cerca de 80 mil malotes. Eles terão lacres eletrônicos, que mostram os horários de fechamento e de abertura. A expectativa é de que o Enem ocorra em 18,9 mil locais e mobilize cerca de 850 mil profissionais. Além dos certificadores, estarão envolvidos com a aplicação da prova coordenadores, fiscais, chefes de salas de prova, militares, policiais federais, funcionários dos Correios, entre outros.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...