Concurso da Polícia federalA Polícia Federal (PF) confirmou para o dia 21 deste mês a realização das provas objetivas e discursivas do concurso para 600 vagas de agente. Os exames, que serão aplicados em todas as capitais, terão início às 14h, no horário de Brasília, e duração de cinco horas. A partir da próxima segunda-feira, dia 15, os candidatos poderão consultar, no site do Cespe/UnB, o local onde farão as provas. Na mesma data, deverá ser divulgado o número de inscritos na seleção, que já conta com 20.264 candidatos confirmados por terem seus pedidos de isenção da taxa atendidos. Até esta terça, 9, serão recebidos, também no site do organizador, os pedidos de alteração de opção para concorrer à cota para negros. As solicitações recebidas nos dias 25 e 26 do mesmo passado foram desconsideradas. O Cespe/UnB não informou o motivo.

As provas objetivas serão compostas por 120 itens, distribuídos entre Língua Portuguesa, Atualidades, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, de Administração, de Contabilidade, de Economia e de Direito (Penal, Processual Penal, Administrativo e Constitucional), além de Legislação Especial. Os candidatos terão que classificar cada um deles como Certo (C) ou Errado (E), sendo atribuído um ponto positivo a cada acerto, um ponto negativo a cada erro e zero ponto caso não haja marcação ou haja marcação dupla.

Na discursiva, os candidatos terão que elaborar um texto dissertativo com, no máximo, 30 linhas, com base no tema proposto. Para ser aprovado nas provas escritas será necessário obter pelo menos 48 dos 120 pontos das objetivas e, no mínimo, 6,5 pontos dos 13 da discursiva (50%). Somente serão corrigidas as discursivas dos classificados no exame objetivo até a 1.350ª colocação para as vagas de ampla concorrência, 90ª colocação entre candidatos com deficiência e 360ª colocação no caso dos que concorrerem às vagas da cota para negros. Os habilitados passarão ainda por avaliações física, médica e psicológica, além de investigação social e curso de formação.

A seleção ficou suspensa por cerca de um mês, em função de liminar concedida pela Justiça determinando a adaptação dos testes físicos e do curso de formação às necessidades dos candidatos com deficiência. A liminar foi derrubada pela Advocacia Geral da União (AGU), mas o caso segue na Justiça. Para deficientes, são reservadas 30 vagas, conforme a legislação. Há ainda 120 vagas destinadas a negros. A oportunidade é para lotação preferencialmente nas fronteiras.

Serviço
Locais de prova:
www.cespe.unb.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...