03/11/2012
Foram poucos os candidatos que chegaram atrasados ao campus Maracanã da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), no primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Às 13 horas, os portões dos locais de prova de todo país foram fechados. Apenas três candidatas, todas moradoras da Tijuca, chegaram após esse horário e perderam a oportunidade de participar da avaliação que reúne 5,7 milhões de estudantes.

A candidata mais afoita foi Amanda Silva de Freitas, 18 anos, que pretende cursar Odontologia. “Moro aqui perto, na Tijuca, e saí de casa às 12h45. Vim de carro com a minha mãe. Peguei algumas retenções no caminho. O trânsito estava mais intenso do que o normal. Acabei chegando após o fechamento dos portões. Sei que o erro foi meu e agora pretendo me dedicar à segunda fase do Vestibular Estadual 2013″, explicou a jovem, que chegou a subir nas grades do portão principal.

O caso de Amanda de Freitas, e de outras duas candidatas, também moradoras da Tijuca que chegaram ao local de provas por volta das 13h15, foram exceções. O clima no campus Maracanã da Uerj foi de tranquilidade desde o início da manhã. Ao meio dia, quando os portões foram abertos e os candidatos puderam subir, havia uma grande concentração de pessoas.

O trânsito enfrentou picos de retenção em alguns momentos. No entanto, controladores da CET Rio orientaram os motoristas. Havia também policiamento feito pelo 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e, apesar do elevado fluxo de pessoas e de ambulantes, não houve confusão no local.

Na entrada da Uerj, em frente ao portão 5, na Rua São Francisco Xavier, o professor de Matemática Márcio Antônio Barbosa, dava aulas para os interessados em, rapidamente, aprender técnicas para agilizar os cálculos. Márcio costuma ensinar Matemática na Rua Uruguaiana, no Centro do Rio, durante a semana. Ele aproveitou o Enem para mostrar seu trabalho aos estudantes e ajudá-los nesse etapa decisiva. “Ensino técnicas para os alunos, aumentando sua confiança e mostrando que eles são capazes de resolver as questões”, revelou o docente.

Nesse primeiro dia, os candidatos responderam a 90 questões, abrangendo as áreas de Ciências Humanas (Geografia, História, Filosofia e Sociologia) e Ciências da Natureza (Física, Química e Biologia). Os inscritos puderam deixar o local de provas a partir das 15 horas.

A primeira pessoa a concluir a prova foi Amanda Igreja, de 17 anos, que deixou o local apressada, acreditando não ter tido um bom desempenho. Em seguida, desceu Andreza Silva, 18 anos, que disputa uma vaga em Contabilidade. A estudante, que é auxiliar de Informática, reconheceu que foi mal no Exame. “A prova estava difícil. Chutei as questões. Fui para o funk no Salgueiro ontem e não dormi. Estou pernoitada. Daqui a pouco vou trabalhar e não sei se farei a prova amanhã”, revelou a estudante.

Neste domingo, dia 4, os candidatos resolverão provas nas áreas de Linguagens (Português e Literatura Brasileira e Língua Estrangeira – Espanhol ou Inglês) e Matemática, além de fazer uma redação. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) Anísio Teixeira, os gabaritos oficiais serão liberados até o dia 7 de novembro.

No estado do Rio de Janeiro, segundo o MEC, foram registradas 408.902 inscrições. O Rio ficou atrás da Bahia (421.731 inscritos), de Minas Gerais (653.074 inscritos) e de São Paulo (932.493 inscritos).

Obs:
1 - As notícias sobre concursos apresentadas neste blog são meramente informativas aos usuários da internet, não significando com isso que estamos ministrando todos os cursos preparatórios vinculados a estas notícias. Para saber informações sobre os cursos preparatórios ministrados acesse TURMAS PREPARATÓRIAS no nosso portal.

2 - Informamos que o curso preparatório Cape não possui qualquer tipo de vínculo com colégios, instituições públicas ou militares, não fornecendo qualquer tipo de informação relativa ao concurso acima para alunos ou responsáveis que não estejam matriculados no curso preparatório.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...