As 13 questões que vazaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem voltar a valer. O Ministério Público Federal, por meio da Procuradoria Regional da República da 5ª Região, vai recorrer da decisão que restringiu a anulação apenas aos candidatos do Colégio Christus, de Fortaleza. Eles fizeram, às vésperas do Enem, um simulado que continha as questões que vazaram.

A expectativa é de que o julgamento do recurso ocorra no próximo dia 16. O objetivo da contestação é derrubar a decisão do Tribunal Regional da 5ª Região, que suspendeu os efeitos de uma decisão da Justiça Federal, que anulava os itens para todo o país.

O disputa judicial se arrasta desde a semana seguinte à realização do Enem. Por iniciativa do procurador Oscar Costa Filho, o Ministério Público Federal no Ceará chegou a pedir a anulação de toda a prova. O ministro da Educação, Fernando Haddad, por sua vez, disse considerar injusta a medida, pois afetaria 99,9% dos inscritos que, segundo ele, não tiveram nenhuma relação com o episódio.

Serviço
www.enem.inep.gov.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...